Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Premiê japonês desmente anúncio de demissão


Das Agências

12/03/2001 | 09:13


O primeiro-ministro japonês Yoshiro Mori desmentiu nesta segunda-feira que sua decisão, anunciada no fim de semana, de adiantar a eleição para a presidência de seu partido, o Liberal Democrata (PLD), possa ser considerada como o anúncio de uma demissão.

"A imprensa escreveu que se trata de uma demissão de fato", disse Mori a uma comissão parlamentar. "Apesar disso, nenhum dos cinco dirigentes do PLD com os quais eu discuti no sábado à noite entendeu que eu tenha expressado minha intenção de renunciar", afirmou. "Eu mesmo não disse nada disso", acrescentou.

A imprensa japonesa e a classe política avaliaram que a decisão de mudar a data das eleições do PLD para abril seria uma maneira discreta de anunciar uma iminente renúncia de Mori.

O presidente do PLD é, normalmente, o primeiro-ministro pela importância do partido na vida política do Japão.

Mori disse nesta segunda-feira que não exclui sua candidatura à sua própria sucessão. "Tenho de escutar as opiniões de dentro e fora do partido e, se alguém sugerir que eu me candidate, estudarei esta possibilidade", afirmou.

"Depois dos artigos sobre minha demissão de fato, estou recebendo várias ligações e mensagens e nenhuma delas pede minha renúncia", acrescentou.

Segundo pesquisas recentes, Mori foi um dos primeiros-ministros mais impopulares do período pós-guerra com uma aprovação abaixo dos 10%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;