Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

FecomercioSP mostra cerca de 11,2 milhões de famílias endividadas nas capitais



03/12/2020 | 12:53


Em torno de 11,2 milhões de famílias estão endividadas nas capitais do País, de acordo com dados da Radiografia do Endividamento, levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Segundo o levantamento, o número dos núcleos de famílias endividadas cresceu seis vezes mais que o número de novas famílias. Enquanto o número de novas famílias avançou 0,8% (pouco mais de 126 mil novas famílias) em junho de 2020 em comparação a junho de 2019, o endividamento familiar teve uma alta de 6% (quase 638 mil a mais de lares) no mesmo intervalo de tempo.

Considerando como endividadas todas as famílias que precisaram recorrer a algum crédito a prazo para compensar pagamentos imediatos à vista, como empréstimos formais e informais e alguns tipos de financiamentos, 67,4% das famílias brasileiras vivendo em capitais estavam endividadas no final do primeiro semestre - número que era de 64,1% em 2019.

Segundo os dados da radiografia, Natal foi, em junho de 2020, a capital com o maior porcentual de famílias endividadas (96%), ultrapassando o posto normalmente ocupado por Curitiba (90%) em anos anteriores e São Luís (86%).

Quando se considera a proporção da renda média mensal familiar comprometida com dívidas, destaque para as capitais do Nordeste e do Norte, como Manaus, cidade com a pior situação, onde 45% da renda é destinada para pagar contas todo mês. Ela é seguida por Rio Branco (39,2%), Teresina (39%), Salvador (38,1%) e Macapá (33,7%)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FecomercioSP mostra cerca de 11,2 milhões de famílias endividadas nas capitais


03/12/2020 | 12:53


Em torno de 11,2 milhões de famílias estão endividadas nas capitais do País, de acordo com dados da Radiografia do Endividamento, levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Segundo o levantamento, o número dos núcleos de famílias endividadas cresceu seis vezes mais que o número de novas famílias. Enquanto o número de novas famílias avançou 0,8% (pouco mais de 126 mil novas famílias) em junho de 2020 em comparação a junho de 2019, o endividamento familiar teve uma alta de 6% (quase 638 mil a mais de lares) no mesmo intervalo de tempo.

Considerando como endividadas todas as famílias que precisaram recorrer a algum crédito a prazo para compensar pagamentos imediatos à vista, como empréstimos formais e informais e alguns tipos de financiamentos, 67,4% das famílias brasileiras vivendo em capitais estavam endividadas no final do primeiro semestre - número que era de 64,1% em 2019.

Segundo os dados da radiografia, Natal foi, em junho de 2020, a capital com o maior porcentual de famílias endividadas (96%), ultrapassando o posto normalmente ocupado por Curitiba (90%) em anos anteriores e São Luís (86%).

Quando se considera a proporção da renda média mensal familiar comprometida com dívidas, destaque para as capitais do Nordeste e do Norte, como Manaus, cidade com a pior situação, onde 45% da renda é destinada para pagar contas todo mês. Ela é seguida por Rio Branco (39,2%), Teresina (39%), Salvador (38,1%) e Macapá (33,7%)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;