Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Policial militar é morto a tiros no Jaraguá


Do Diário OnLine
Com Agências

16/04/2003 | 08:28


O policial militar Cristóvão Soares Possianio, 31 anos, foi morto com um tiro na cabeça ao sair de um bar na Vila Aurora, bairro do Jaraguá, região noroeste da capital paulista, na noite desta terça-feira.

O soldado, que trabalhava na 2ª Companhia do 14º Batalhão, estava com seu irmão e dois amigos, quando, por volta das 20h30, um homem em uma moto se aproximou e começou a atirar. Os amigos do policial Valdenilson Góes, 28 anos, e Wilson Barbosa da Silva, 16, também foram baleados.

Segundo a polícia, o irmão da vítima, Cléber Henrique Soares Possianio, 18 anos, contou que pouco antes do incidente, o soldado havia conversado com um desconhecido sobre a moto de um primo dele, que possivelmente seria roubada.

O caso foi registrado no 46º Distrito Policial de Perus.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Policial militar é morto a tiros no Jaraguá

Do Diário OnLine
Com Agências

16/04/2003 | 08:28


O policial militar Cristóvão Soares Possianio, 31 anos, foi morto com um tiro na cabeça ao sair de um bar na Vila Aurora, bairro do Jaraguá, região noroeste da capital paulista, na noite desta terça-feira.

O soldado, que trabalhava na 2ª Companhia do 14º Batalhão, estava com seu irmão e dois amigos, quando, por volta das 20h30, um homem em uma moto se aproximou e começou a atirar. Os amigos do policial Valdenilson Góes, 28 anos, e Wilson Barbosa da Silva, 16, também foram baleados.

Segundo a polícia, o irmão da vítima, Cléber Henrique Soares Possianio, 18 anos, contou que pouco antes do incidente, o soldado havia conversado com um desconhecido sobre a moto de um primo dele, que possivelmente seria roubada.

O caso foi registrado no 46º Distrito Policial de Perus.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;