Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Alongue-se nos congestionamentos


Marcelo Monegato
Do Diário do Grande ABC

22/09/2010 | 07:06


Ficar sentado horas e horas preso ao cinto de segurança em congestionamentos cada vez mais gigantescos causa aos motoristas e passageiros dores musculares. Dores que no início não incomodam muito, mas que com o passar do tempo - e dos dias de congestionamentos - ganham intensidade e transformam-se em problemas crônicos.

Para preservas parte da integridade física, motoristas e passageiros podem realizar alguns exercícios de alongamento que ajudam mais que aquela espreguiçadinha.

De acordo com Paula Pereira, instrutora de musculação da academia Bio Tipo, não é possível exercitar a lombar enquanto se está ao volante, região do corpo do motorista que mais sofre. Por isso, a indicação é, antes de entrar no carro e sair acelerando, encontrar a melhor posição ao volante. "Deixar o banco muito distante dos pedais ou o encosto reclinado ao extremo são prejudiciais", explica. "A coluna é um dos lugares mais delicados, pois descobrimos que temos algum problema somente quando sentimos dores", completa a especialista.

As pernas também sofrem. Por causa da falta de espaço disponível, é difícil alongá-las. Por isso, o ideal é - assim que possível - parar em um posto de gasolina, por exemplo, e caminhar um pouco.

O pescoço é uma das partes do corpo que é possível alongar enquanto o farol vermelho está aceso. Um dos exercícios recomendados por Paula é colocar as duas mãos atrás da cabeça e puxá-la para frente, fazendo com que o queixo toque o peito.

Para os ombros, a instrutora aconselha movimentos lentos circulares para frente e depois para trás. Para as articulações dos punhos, exigidos constantemente em carros manuais nas trocas de marchas, a dica é esticar o braço e puxar os dedos para baixo. Movimentos circulares também ajudam.

Sobreviver ao trânsito não é fácil. Mais que paciência, é necessário condicionamento físico. Por isso a ordem é cuidar do que é mais importante: a saúde! MM



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alongue-se nos congestionamentos

Marcelo Monegato
Do Diário do Grande ABC

22/09/2010 | 07:06


Ficar sentado horas e horas preso ao cinto de segurança em congestionamentos cada vez mais gigantescos causa aos motoristas e passageiros dores musculares. Dores que no início não incomodam muito, mas que com o passar do tempo - e dos dias de congestionamentos - ganham intensidade e transformam-se em problemas crônicos.

Para preservas parte da integridade física, motoristas e passageiros podem realizar alguns exercícios de alongamento que ajudam mais que aquela espreguiçadinha.

De acordo com Paula Pereira, instrutora de musculação da academia Bio Tipo, não é possível exercitar a lombar enquanto se está ao volante, região do corpo do motorista que mais sofre. Por isso, a indicação é, antes de entrar no carro e sair acelerando, encontrar a melhor posição ao volante. "Deixar o banco muito distante dos pedais ou o encosto reclinado ao extremo são prejudiciais", explica. "A coluna é um dos lugares mais delicados, pois descobrimos que temos algum problema somente quando sentimos dores", completa a especialista.

As pernas também sofrem. Por causa da falta de espaço disponível, é difícil alongá-las. Por isso, o ideal é - assim que possível - parar em um posto de gasolina, por exemplo, e caminhar um pouco.

O pescoço é uma das partes do corpo que é possível alongar enquanto o farol vermelho está aceso. Um dos exercícios recomendados por Paula é colocar as duas mãos atrás da cabeça e puxá-la para frente, fazendo com que o queixo toque o peito.

Para os ombros, a instrutora aconselha movimentos lentos circulares para frente e depois para trás. Para as articulações dos punhos, exigidos constantemente em carros manuais nas trocas de marchas, a dica é esticar o braço e puxar os dedos para baixo. Movimentos circulares também ajudam.

Sobreviver ao trânsito não é fácil. Mais que paciência, é necessário condicionamento físico. Por isso a ordem é cuidar do que é mais importante: a saúde! MM

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;