Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Prefeito diz que pode fazer nova 'greve' por causa do MST


Do Diário OnLine

02/07/2003 | 09:50


Após decretar estado de emergência em Sandovalina, cidade do interior de São Paulo, próxima a Presidente Prudente, o prefeito Divaldo Pereira de Oliveira (PMDB) determinou nesta quarta-feira a retomada dos atendimentos básicos à população em postos de saúde, escolas e Prefeitura. Os locais foram fechados na terça-feira em forma de protesto por causa do grande número de integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) que ocupam o município.

Segundo Oliveira, os cerca de mil acampados estão abalando os serviços públicos na cidade, que não tem condições de servir tantas pessoas. Ele citou como exemplo a falta de remédios para distribuir à comunidade e a grande quantidade de lixo produzida.

De acordo com a Oliveira, se o MST continuar a prejudicar os serviços públicos em Sandovalina, na semana que vem a paralisação durará dois dias e, na seguinte, três dias. A Justiça já deu prazo de 15 dias para que os sem-terra deixem a cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;