Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Refugiados sao livres para voltar ao Timor, diz Indonésia


Do Diário do Grande ABC

24/09/1999 | 21:04


A Indonésia informou à ONU de que as quase 200.000 pessoas que se refugiaram no Timor para escapar da violência exercida pelas milícias anti-separatistas poderiam voltar para as casas quando quisessem.

O enviado especial das Naçoes Unidas para o Timor, Jamsheed Marker, declarou à imprensa que os indonésios haviam "garantido que os refugiados estavam autorizados a regressar quando quisessem".

Marker também informou que os ministros das relaçoes exteriores indonésio, Ali Alatas, e português, Jaime Gama, se reuniriam terça-feira em Nova York com o secretário geral da ONU, Kofi Annan.

"Serao tomadas decisoes muito importantes" sobre o futuro do território, afirmou Marker.

Uma força multinacional dirigida pela Austrália foi mobilizada em Timor Leste para pôr fim à violência na ex-colônia portuguesa, anexada em 1976 pela Indonésia.

Uma força de manutençao da paz da ONU se revezará com a força internacional quando a Indonésia entregar o território à administraçao das Naçoes Unidas em novembro.

Marker também informou que as discussoes tripartites (ONU, Indonésia, Portugal), iniciadas quinta-feira entre altos funcionários, continuarao sexta-feira numa atmosfera "cordial e séria".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Refugiados sao livres para voltar ao Timor, diz Indonésia

Do Diário do Grande ABC

24/09/1999 | 21:04


A Indonésia informou à ONU de que as quase 200.000 pessoas que se refugiaram no Timor para escapar da violência exercida pelas milícias anti-separatistas poderiam voltar para as casas quando quisessem.

O enviado especial das Naçoes Unidas para o Timor, Jamsheed Marker, declarou à imprensa que os indonésios haviam "garantido que os refugiados estavam autorizados a regressar quando quisessem".

Marker também informou que os ministros das relaçoes exteriores indonésio, Ali Alatas, e português, Jaime Gama, se reuniriam terça-feira em Nova York com o secretário geral da ONU, Kofi Annan.

"Serao tomadas decisoes muito importantes" sobre o futuro do território, afirmou Marker.

Uma força multinacional dirigida pela Austrália foi mobilizada em Timor Leste para pôr fim à violência na ex-colônia portuguesa, anexada em 1976 pela Indonésia.

Uma força de manutençao da paz da ONU se revezará com a força internacional quando a Indonésia entregar o território à administraçao das Naçoes Unidas em novembro.

Marker também informou que as discussoes tripartites (ONU, Indonésia, Portugal), iniciadas quinta-feira entre altos funcionários, continuarao sexta-feira numa atmosfera "cordial e séria".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;