Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Obra alivia Represa Billings e polui ribeirão dos Couros


Samir Siviero
Do Diário do Grande ABC

22/01/2004 | 00:09


A Represa Billings fica um pouco menos poluída a partir de março, quando 70% do esgoto produzido pelos 60 mil moradores do Jardim Eldorado, em Diadema, deixarão de ser despejados no reservatório. O volume corresponde a 85 litros por segundo, ou 3,5% da poluição orgânica despejada na represa.

Mas a operação, possível graças à inauguração de uma Estação Elevatória de Esgoto da Saned (Companhia de Saneamento de Diadema), não inclui o tratamento dos dejetos. Ao contrário, eles serão bombeados in natura para o ribeirão dos Couros, na divisa com São Bernardo. A simples transferência, embora alivie a Billings, foi criticada pelo ambientalista Carlos Bocuhy, do Consema (Conselho Estadual do Meio Ambiente).

“Não é uma atitude correta, porque tira a poluição de um lado e joga para outro, sendo que esse lado do ribeirão dos Couros, que vai parar no rio Tietê, já não suporta mais poluição”, afirmou Bocuhy.

O presidente da Saned, Donisete Fernandez dos Santos, defende-se argumentando que a estação faz parte de um plano reginal integrado. O bombeamento no ribeirão dos Couros acontecerá até que a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) construa um coletor que receba o lodo e o envie até a ETE-ABC (Estação de Tratamento de Esgoto), em São Caetano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;