Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitura de Santo André vai investir R$ 14 mi em unidades básicas de saúde

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paço estima construir dois equipamentos de saúde reformar outros 20 ao longo deste ano


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

02/01/2020 | 07:00


A Prefeitura de Santo André pretende investir cerca de R$ 14 milhões nas reformas de 20 UBSs (unidades básicas de saúde) e na construção de dois equipamentos: um no Jardim Cruzado e outro no Jardim Alzira Franco. De acordo com o secretário de Saúde do município, Márcio Chaves, as revitalizações devem consumir R$ 10 milhões e as intervenções variam desde simples pintura até melhorias mais significativas, como troca de telhado. Para as novas unidades, a expectativa é a de que sejam investidos R$ 2 milhões em cada uma. A programação será divulgada nas primeiras semanas deste ano.

A construção de mais duas unidades vai exigir também que a administração municipal aumente o número de ESF (Equipes de Saúde da Família). Atualmente, 51 estão credenciadas junto ao Ministério da Saúde e atuam na rede. A Prefeitura trabalha para credenciar outras 58 equipes. 

Além de atuar nas novas unidades, os agentes de saúde, médicos e enfermeiros que passarem a integrar a equipe vão atuar nas UBSs que estão sendo incorporadas ao programa Saúde na Hora do governo federal, que aumentou o repasse para as ESF das cidades que ampliarem o horário de atendimento nas unidades.

Em outubro, foi anunciada a adesão de seis unidades: Vila Linda, Parque Miami, Jardim Santo André, Jardim Carla, Valparaíso e Recreio da Borda do Campo. Segundo Chaves, ao longo de 2020, serão 23 UBSs atendendo das 7h às 21h. “Isso vai depender exatamente da contratação dessas 58 equipes que também estão em fase de credenciamento”, completou o secretário.

BALANÇO

Em entrevista ao Diário, o secretário de Saúde fez um balanço das atuações da pasta no último ano e também do acumulado, desde 2017, quando a atual gestão do prefeito Paulo Serra (PSDB) assumiu. Na avaliação do gestor, 2019 marcou a consolidação do processo de reorganização das áreas da saúde.

“Conseguimos reorganizar todo o processo de trabalho na urgência e emergência, foi significativo do ponto de vista da ampliação das três unidades que foram inauguradas, as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Jardim Santo André, Bangu e Perimetral. Então a questão da urgência e emergência ficou devidamente organizada, com fluxos e bem dividido por toda a cidade, somando-se às outras UPAs (Central, Vila Luzita e Sacadura)”, explicou o secretário de Saúde.

De acordo com o gestor, as filas de espera para exames e consultas especializadas foram zeradas graças ao programa Saúde Fila Zero, que proporcionou a troca de dívidas de impostos de clínicas e laboratórios da cidade pela oferta de consultas e exames. 

De acordo com balanço produzido pela pasta, em 2018, foram realizados mais de 580 mil procedimentos entre ultrassom, coleta de sangue, parasitológico e urina, consultas com dermatologista, neurologistas adulto e pediátrico, endocrinologista e oftalmologista. Em 2019, além de realizar consultas e exames, o programa fez cirurgias de vesícula, hérnia, tireóide e vascular, o que resultou em 700 mil procedimentos realizados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;