Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Prefeitura admite erro em carnês da taxa do lixo de Mauá


Raphael Rocha
Do dgabc.com.br

21/02/2019 | 07:00


A Prefeitura de Mauá admitiu erro na emissão de boletos para pagamento da taxa do lixo, entretanto, informou que não vai reenviar os carnês do tributo. Moradores reclamaram nesta semana que receberam cobranças duplicadas do imposto: uma embutida na conta de água e outra em via à parte.

A administração de Atila Jacomussi (PSB) publicou nota na qual aponta que, no ano passado, munícipes solicitaram formalmente ao Paço que o imposto fosse emitido em boleto desvinculado da conta de água – de responsabilidade da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá). A separação só foi concluída neste ano, mas teria de ser referente às cotas em aberto do ano passado.

A fatura, contudo, apresentou o ano de 2019. Ao mesmo tempo, a taxa do lixo estava embutida na conta de água deste ano em Mauá. Ou seja, moradores acusaram o governo de enviar em duplicidade o valor a ser quitado.

Grupo de moradores criou até abaixo-assinado on-line com objetivo de barrar a taxa do lixo. Até o fechamento desta edição, 2.000 pessoas haviam rubricado a petição. Há discussão também de haver protesto na terça-feira, na sessão da Câmara.

A taxa do lixo foi instituída na cidade em 2017, primeiro ano de Atila no Paço. No ano passado, o socialista havia anunciado redução das tarifas praticadas, mas, dias depois, foi preso pela segunda vez pela PF (Polícia Federal), acusado de receber propina de fornecedoras da Prefeitura e de pagar Mensalinho aos vereadores. Ele nega.

Por nota, o governo admitiu o erro. “Comunicamos que a taxa do lixo que foi segregada do ano de 2018 foi emitida equivocadamente se referindo ao exercício de 2019, na capa. Caso haja alguma dúvida, a central de atendimento localizada no Paço (Avenida João Ramalho, 205, Vila Noêmia) está pronta para auxiliar com mais informações.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;