Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Motociclistas e pedestres são as maiores vítimas em acidentes de trânsito

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Juntos, representaram mais da metade dos óbitos em vias do Grande ABC em janeiro


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

21/02/2019 | 07:00


 Dados divulgados ontem pelo governo estadual, por meio do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), revelam que motociclistas e pedestres representaram, em janeiro, 75% das mortes registradas em acidentes de trânsito na região. Juntos, eles corresponderam a 12 dos 16 óbitos que aconteceram em vias da região no período.

De acordo com o relatório, metade das mortes foi registrada no período da madrugada, entre 0h e 6h. Colisões e atropelamentos, por sua vez, estiveram entre as principais causas das fatalidades.

O levantamento aponta ainda que um terço dos acidentes de trânsito com vítimas na região ocorreu entre sábado e domingo, enquanto jovens na faixa etária de 18 a 24 anos lideraram as estatísticas de óbitos, com quatro casos.

Para Silvia Lisboa, coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, os indicadores sinalizam que, mesmo com investimento em obras viárias, o número de óbitos dificilmente será reduzido sem que haja conscientização de motoristas e pedestres. “A mudança de comportamento é fundamental para um trânsito mais seguro. Precisamos buscar a proteção de quem é mais frágil e evitar comportamentos de risco, como beber e dirigir.”

Chefe do departamento de medicina de tráfego da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), Dirceu Rodrigues Alves Jr. cita como exemplo a imprudência de motociclistas que se arriscam em faixas inversas. “Muitos não respeitam sinalizações básicas de trânsito”, afirma.

A Avenida Dom Pedro de Alcântara, em São Bernardo, onde dois motociclistas morreram mês passado, retrata este cenário. “Vira e mexe vemos motoqueiros se arriscando entre os carros”, conta a atendente Lucineide da Silva, 31 anos.

Segundo o Infosiga, o Grande ABC foi uma das poucas regiões do Estado onde municípios conseguiram apresentar queda de óbitos em acidentes no mês de janeiro. Foram registradas 16 ocorrências com vítimas fatais no mês passado, contra 24 no mesmo período de 2018, ou seja, queda de 33%. No Estado, no mesmo período, houve alta de 10% no índice de mortes, passando de 390 para 429 casos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;