Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Procuradoria israelense pede prazo para explicar acordo com Katzav


Da AFP

02/07/2007 | 08:41


A procuradoria de Israel pediu um prazo de 48 horas para dar explicações sobre um compromisso alcançado com o ex-presidente Moshe Katzav sobre os crimes sexuais dos quais era acusado. O compromisso evitará uma possível condenação à prisão de Katzav.

"Não recebemos nenhum pedido neste sentido (...). Até o momento se tratam de boatos", disse um porta-voz do ministério da Justiça à rádio pública do Estado hebreu e ao site do jornal Haaretz.

O Supremo Tribunal israelense concedeu no domingo ao procurador-geral Menahem Mazuz um prazo de 24 horas para apresentar explicações sobre o compromisso com Katzav.

Segundo um acordo com a procuradoria, Katzav admitiu a responsabilidade na acusação de assédio sexual e atos indecentes contra duas ex-funcionárias, além de um terceiro delito de suborno de testemunha.

Em troca, o procurador-geral desistiu de processar o ex-presidente por estupro, ao alegar falta de provas suficientemente sólidas a respeito deste crime. No entanto, várias organizações feministas israelenses e o Movimento para o Bom Governo não aceitaram o acordo e recorreram ao Supremo Tribunal.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;