Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ladrões levam R$ 90 mil de banco em Diadema


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

16/09/2005 | 08:16


Uma quadrilha especializada em roubo a bancos invadiu, na madrugada de quinta-feira, a agência da Caixa Econômica Federal, localizada na avenida Presidente Kennedy, na região central de Diadema. Os ladrões roubaram o cofre principal da agência onde estavam R$ 90 mil. Para retirá-lo, o bando utilizou um maçarico. Ninguém foi preso.

A quadrilha desligou e danificou parte do sistema de segurança eletrônico da agência. Os ladrões levaram as imagens gravadas pelas câmeras de monitoramento. Como conseqüência da ação, o banco ficou fechado quinta-feira e o público teve de procurar outra agência para obter atendimento.

De acordo com a polícia, por enquanto não há nenhuma testemunha do crime. Durante a madrugada, não trabalha nenhum vigilante e toda a segurança é feita por meios eletrônicos. O último vigia que ficou na agência saiu às 20h de quarta-feira.

O comércio local fecha durante a madrugada, assim como o Terminal de Ônibus Metropolitano, localizado do outro lado da avenida Presidente Kennedy, em frente à agência.

A polícia acredita que o grupo tinha de cinco e dez integrantes. O cofre principal estava situado nos fundos do banco. Para chegar até ele, os assaltantes provavelmente percorreram um corredor baldio lateral, situado entre a agência e um restaurante de comida árabe.

Pelo corredor, possivelmente utilizando uma escada, chegaram até uma janela com grades de ferro. As grades foram alargadas e os ladrões entraram. Com um maçarico, o cofre foi milimetricamente retirado do local. Os assaltantes devem ter saído pela porta da frente do banco.

Às 4h45, o alarme da sede da empresa Capital Segurança, sediada em São Paulo, foi acionado. No entanto, não encontraram nenhum ladrão quando chegaram à agência.

Até agora, investigadores do 1º DP de Diadema, onde o caso foi registrado, possuem duas pistas. A primeira não ajuda muito: uma barra de metal esquecida pelos assaltantes dentro da agência. A segunda são três impressões digitais recolhidas pela perícia quinta-feira, detectadas perto da área do cofre.

As identificações das impressões serão feitas pelo IIRGD (Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt), órgão da Polícia Civil responsável pelas emissões dos RGs. O resultado deve sair em uma semana.

Conhecimento – Os ladrões conheciam bem a estrutura da agência, a localização do cofre e todo o sistema de segurança. A polícia suspeita que pode ter havido participação de funcionários do banco ou da empresa de segurança terceirizada.

A Caixa Econômica Federal não se pronunciou sobre o furto nem comentou eventual envolvimento de empregados. A reportagem entrou em contato com a diretoria da Capital Segurança para que a empresa se pronunciasse sobre o que ocorreu, mas não obteve retorno.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública não informa dados específicos sobre roubo a bancos no Grande ABC. O órgão apenas informou que, no primeiro semestre deste ano, houve 12 casos em toda Região Metropolitana, excluindo a capital. Não foi informado o número de casos no mesmo período do ano passado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;