Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Preço do álcool caiu 19,48% desde maio


Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

24/07/2007 | 07:05


Após 12 quedas consecutivas, o preço do álcool está R$ 0,28 centavos mais barato nos postos do Grande ABC. Hoje o motorista da região desembolsa, em média, R$ 1,17 por litro, o que representa uma diminuição de 19,48% em relação a maio.

Além disso, na região pode ser encontrado o litro do combustível a R$ 0,99 em alguns estabelecimentos.

Segundo o levantamento do Diário, com base na pesquisa da ANP (Agência Nacional de Petróleo), só na última semana, o combustível ficou dois centavos e meio mais em conta. Foi registrada no período uma queda de 2,09% no valor médio do álcool nas sete cidades.

Ao mesmo tempo em que o motorista é beneficiado, os donos de postos de combustíveis também comemoram. “A procura do álcool cresceu bastante, porque o preço está muito atraente para o consumidor”, relata o presidente do Regran (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do ABC), José Antônio Gonzalez Garcia, o Toninho.

Para Gonzalez, o impulso nas vendas é causado pelo alto número de veículos bicombustíveis. “Hoje não se vende mais carro a álcool ou a gasolina; 90% deles são flex”, conta Toninho. “A diferença de preços com a gasolina é muito grande e os motoristas escolhem o álcool para abastecer”, diz.

Gasolina x Álcool - Atualmente, o litro da gasolina custa R$ 2,363 no Grande ABC. A esse custo, o equivalente em álcool sai por menos da metade do derivado de petróleo: 49,5% mais barato.

Os donos de postos de combustível dizem que até que essa proporção seja de 70%, vale a pena encher o tanque com álcool, por causa da potência/consumo de cada produto.

Apesar das vantagens ao consumidor, Gonzalez, que é dono de dois postos (o Don Pepe em Santo André e o Orense em São Bernardo), avisa que esse quadro pode mudar. “Em alguns postos, o álcool já veio com uma leve alta, de dois centavos, nesta semana”, alerta.

Essa reversão já é visível em São Caetano, onde na última semana foi registrada elevação de 0,58% no produto – o único aumento da região. Os postos sancaetanenses são os mais caros: a média cobrada é de R$ 1,212, ou quatro centavos acima das demais cidades da região. Na outra ponta está Diadema, onde o custo médio do litro do álcool é de R$ 1,119.

O produto não foi o único a ter queda de preços na semana passada. A gasolina ficou levemente mais barata (-0,25%).

Já o GNV manteve-se instável. Depois de cair 1,15% na semana anterior, subiu 1,52% na semana passada, chegando a R$ 1,136 o metro cúbico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;