Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Novos Mitsubishi brasileiros


Wagner Oliveira
Do Diário do Grande ABC

24/03/2010 | 07:04


Aproveitando o crescimento do mercado brasileiro, onde conquistou respeitabilidade, a Mitsubishi Motors anuncia investimento de R$ 800 milhões nos próximos cinco anos para produzir no País novos modelos, como o Lancer, o Pajero Dakar, além da possibilidade de um carro elétrico. Os recursos serão aplicados pela MMCB, empresa brasileira sócia da multinacional japonesa.

"Passaremos a produzir nos próximos anos um veículo da família Lancer e também a Pajero Dakar. Além disso, há possibilidade de um terceiro produto, que pode ser o i-MiEV, o carro elétrico que está em produção no Japão", afirmou Eduardo de Souza Ramos, presidente do conselho da Mitsubishi.

A MMCB recebeu aporte de capital do BTG Pactual, primeiro banco de investimentos a fazer parceria com uma montadora no Brasil ao adquirir participação minoritária.

A fábrica de Catalão (Goiás) será ampliada em mais 32 mil m² para receber linhas de montagem e pintura. Inaugurada em 1998, com área construída de 14 mil m², a Mitsubishi vem crescendo. A produção começou com 1.200 veículos por ano. O objetivo agora é dobrar a capacidade, passando para 100 mil unidades anuais.

No primeiro semestre de 2011, a fábrica receberá a linha do Dakar, já vendido aqui desde 2009. A versão nacional será comercializada pelo mesmo preço do modelo atual, que já passou por ajuste antecipando sua incorporação à produção local. Em média, o veículo custa R$ 160 mil.

A fábrica de Catalão terá também nova plataforma para o Lancer. Além disso, o contrato com a Mitsubishi do Japão prevê a opção pela fabricação de outros modelos ainda em estudo, entre eles o carro elétrico.

Durante passagem pelo Brasil no ano passado, o presidente mundial da Mitsubishi (sétima maior montadora japonesa), Osamu Masuko, afirmou que existia a possibilidade de montar na fábrica goiana o i-MiEV - compacto elétrico da Mitsubishi desenvolvido no Japão.

Na ocasião, o executivo afirmou que manteria por longo tempo a parceria com o sócio brasileiro, descartando a possibilidade do fim da transferência de tecnologia da montadora japonesa para a brasileira MMCB.

Em nenhum outro mercado a Mitsubishi mantém a estratégia do repasse de tecnologia, como faz com o sócio no Brasil. A montadora japonesa não teve participação no investimento da fábrica de Catalão. A empresa recebe dividendos pelos negócios no País.

O número de empregos diretos gerados pela fábrica deverá crescer em até 1.000 novos colaboradores, aproximando a montadora dos 4.000 empregos diretos, ante os 300 funcionários dos primeiros anos, sendo 80% desse contingente formado por moradores da região de Catalão. WO



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;