Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Olinda de cara nova



27/05/2010 | 07:00


Ponto turístico mais visitado de Pernambuco, o Alto da Sé, em Olinda, passa por processo de reordenamento que deve ser concluído no fim do ano e vai deixar à mostra belezas e preciosidades hoje encobertas pela poluição visual que marca o largo.

"O Alto da Sé vai se transformar em polo de turismo qualificado em todos os aspectos. É uma obra de impacto", afirma a secretária municipal de Patrimônio e Cultura, Márcia Souto. Lojinhas de artesanato situadas em área invadida ao lado da Igreja da Sé - do século 16, a segunda mais antiga do Brasil - tiram a visão do Horto Del Rey, o segundo botânico do País, criado em 1811 com 9,5 hectares. Quem vai ao local desconhece sua existência.

Mais de 30 barracas, dispostas desordenadamente, dão a sensação de sujeira e se espalham em parte do largo, que também abriga o Observatório Astronômico e o Museu de Arte Sacra.

O projeto de requalificação, investimento de R$ 4,5 milhões do Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo), inclui reordenamento do comércio - as lojinhas e as barracas serão transferidas para outro espaço, na mesma área - e fiação elétrica embutida. Muitos postes foram trocados por lampiões.

Dentro do espírito de integração arquitetônica e turística, o prédio da caixa-d'água - responsável pelo abastecimento de parte da cidade -, uma edificação feia, de 1936, espécie de prédio caixão de 20 metros de altura que destoa da paisagem e se situa ao lado do Museu de Arte Sacra - terá nova função. Um elevador panorâmico será instalado ali para que o visitante contemple "a mais bela vista de Pernambuco", na avaliação de Márcia Souto: visão de 360 graus de Olinda e Recife.

As obras tiveram início em meados de 2008 e a previsão inicial era de conclusão em junho do ano passado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Olinda de cara nova


27/05/2010 | 07:00


Ponto turístico mais visitado de Pernambuco, o Alto da Sé, em Olinda, passa por processo de reordenamento que deve ser concluído no fim do ano e vai deixar à mostra belezas e preciosidades hoje encobertas pela poluição visual que marca o largo.

"O Alto da Sé vai se transformar em polo de turismo qualificado em todos os aspectos. É uma obra de impacto", afirma a secretária municipal de Patrimônio e Cultura, Márcia Souto. Lojinhas de artesanato situadas em área invadida ao lado da Igreja da Sé - do século 16, a segunda mais antiga do Brasil - tiram a visão do Horto Del Rey, o segundo botânico do País, criado em 1811 com 9,5 hectares. Quem vai ao local desconhece sua existência.

Mais de 30 barracas, dispostas desordenadamente, dão a sensação de sujeira e se espalham em parte do largo, que também abriga o Observatório Astronômico e o Museu de Arte Sacra.

O projeto de requalificação, investimento de R$ 4,5 milhões do Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo), inclui reordenamento do comércio - as lojinhas e as barracas serão transferidas para outro espaço, na mesma área - e fiação elétrica embutida. Muitos postes foram trocados por lampiões.

Dentro do espírito de integração arquitetônica e turística, o prédio da caixa-d'água - responsável pelo abastecimento de parte da cidade -, uma edificação feia, de 1936, espécie de prédio caixão de 20 metros de altura que destoa da paisagem e se situa ao lado do Museu de Arte Sacra - terá nova função. Um elevador panorâmico será instalado ali para que o visitante contemple "a mais bela vista de Pernambuco", na avaliação de Márcia Souto: visão de 360 graus de Olinda e Recife.

As obras tiveram início em meados de 2008 e a previsão inicial era de conclusão em junho do ano passado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;