Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 2 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Senhor de mim


Sara Saar
Do Diário do Grande ABC

14/05/2010 | 07:00


A famosa peça "Esperando Godot", assinada pelo dramaturgo irlandês Samuel Beckett (1906-1989), inspirou a coreografia homônima da Fletir Companhia de Dança, que tem sessão hoje, às 20h, no Centro Cultural Diadema.

O espetáculo integra a 5ª edição do ABCDança, mostra itinerante que deve circular por toda a região e encerrar na Capital, em julho, com programação gratuita.

Concebida por Luis Cury, a montagem é interpretada por atores-dançarinos, cujos movimentos representam a perplexidade e o questionamento sobre a espera.

No enredo original, duas pessoas aguardam com empenho, ao pé de uma árvore, por um indefinível senhor Godot, que jamais comparecerá ao encontro marcado.

ADAPTAÇÃO - "Fica claro que Beckett fala de uma espera política. No pós-Guerra, as pessoas dependiam do governo", supõe Cury. Já hoje a ‘espera do querer' está latente. "Sou protagonista da minha história ou vou delegá-la a outra pessoa?", questiona.

O espetáculo de dança contemporânea, visto como uma adaptação inusitada do texto de Beckett para a atualidade, propõe uma ruptura do indivíduo consigo, de forma que assuma atitudes conscientes e não subordinadas.

Em vez de, por exemplo, esperar que um problema seja solucionado por alguém, deve intervir para alcançar o que deseja.

Os personagens Vladimir e Estragon entram em evidência na leitura da Fletir para que haja a discussão de vários assuntos, como a falta de ação, as angústias e as perspectivas da humanidade.

No decorrer da montagem, que dura mais de uma hora, a plateia é chacoalhada. Uma aposta da companhia é que ninguém saia do teatro da forma como entrou.

O paradoxo de dançar a imobilidade lança ainda outra reflexão. Esta relacionada ao tempo que passa, de maneira involuntária, sem que nada aconteça realmente.

Mas de quem se trata mesmo o senhor Godot? Só existem algumas suposições. É este caráter enigmático da obra que promete surpreender e gerar uma série de debates.

Esperando Godot - Dança. Hoje, às 20h. No Centro Cultural Diadema - Rua Graciosa, 300. Tel.: 4056-3366. Entrada franca.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;