Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos quer esquecer turbulências para voltar a vencer no Brasileirão

Mancini 'castiga' Eller e Neymar, mas espera iniciar reação frente ao Sport neste sábado, na Vila Belmiro


Fernando Cappelli
Com Agências

04/07/2009 | 07:00


Sem resultados positivos há quatro rodadas no Brasileiro, o Santos reúne forças para encarar o Sport, hoje (18h30), na Vila Belmiro, e tentar dar início à reação no torneio.

O clima entre o elenco, porém, não é dos melhores. Durante entrevista coletiva no meio da semana, o zagueiro Fabiano Eller cobrou mais marcação dos jogadores de frente. O atacante Neymar não gostou das críticas, imediatamente tomou as dores e também criticou o companheiro de clube.

Após toda repercussão negativa do caso, o técnico Vágner Mancini resolveu sacar os dois protagonistas das controvérsias do time titular. Eles serão substituídos, respectivamente, por Domingos e Róbson.

Segundo Mancini, a mudança ocorre meramente por questão técnica. Ele negou que seja punição aos jogadores em decorrência da polêmica. O treinador garante que sua intenção é valorizar Domingos e Róbson, que, em sua opinião, entraram bem contra o Palmeiras. "É uma questão de justiça", justificou o comandante alvinegro.

"Em função do que demonstraram no último jogo, os dois vão jogar contra o Sport. Com o Róbson, o Santos ganhou na frente, com armação e conclusão de jogadas. E com o Domingos, o time se portou bem na defesa. Por isso, vou manter dessa forma", afirmou.

O treinador ainda negou que esteja perdendo o controle do elenco e refutou a informação de que existe uma divisão entre os jogadores. Antes de todos os treinamentos, ele tem reunido os atletas para longas conversas. Ontem, mais uma vez houve um desses bate-papos.

"Se houvesse qualquer tipo de divisão ou se eu não me desse bem com qualquer jogador, vocês (jornalistas) saberiam. Existem discussões internas, mas normais em qualquer grupo de trabalho. Mas não há nada disso que leio ou escuto por aí", afirmou.

Técnico revela que zagueiro Lúcio está nos planos do Peixe

O Santos está atento à abertura da janela de transferências internacionais e mira jogadores com contratos no fim. O técnico Vagner Mancini revelou ontem que o zagueiro Lúcio, da Seleção Brasileira e que se desligou recentemente do Bayern de Munique (Alemanha), é um nome bastante comentado nas conversas entre comissão técnica e dirigentes.

O treinador deixa claro, no entanto, que não tem muitas esperanças de contar com o jogador, capitão da seleção e homem de confiança de Dunga.

A menção do nome de Lúcio dá a medida das pretensões do Peixe. "Não queria falar, mas é algo que está em pauta. É evidente que é um jogador interessante, mas eu acho que não vem. O Lúcio é um atleta que tem mercado na Europa e, a menos de um ano da Copa do Mundo, vai querer se manter na ativa, em um campeonato de alto nível, com jogadores que ele vai ter pela frente no Mundial", disse.

E foi isso o que revelou Lúcio ontem, em encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília. O capitão da seleção mostrou ao líder da Nação o troféu garantido pelo Brasil na Copa das Confederações e disse que pretende seguir na Europa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santos quer esquecer turbulências para voltar a vencer no Brasileirão

Mancini 'castiga' Eller e Neymar, mas espera iniciar reação frente ao Sport neste sábado, na Vila Belmiro

Fernando Cappelli
Com Agências

04/07/2009 | 07:00


Sem resultados positivos há quatro rodadas no Brasileiro, o Santos reúne forças para encarar o Sport, hoje (18h30), na Vila Belmiro, e tentar dar início à reação no torneio.

O clima entre o elenco, porém, não é dos melhores. Durante entrevista coletiva no meio da semana, o zagueiro Fabiano Eller cobrou mais marcação dos jogadores de frente. O atacante Neymar não gostou das críticas, imediatamente tomou as dores e também criticou o companheiro de clube.

Após toda repercussão negativa do caso, o técnico Vágner Mancini resolveu sacar os dois protagonistas das controvérsias do time titular. Eles serão substituídos, respectivamente, por Domingos e Róbson.

Segundo Mancini, a mudança ocorre meramente por questão técnica. Ele negou que seja punição aos jogadores em decorrência da polêmica. O treinador garante que sua intenção é valorizar Domingos e Róbson, que, em sua opinião, entraram bem contra o Palmeiras. "É uma questão de justiça", justificou o comandante alvinegro.

"Em função do que demonstraram no último jogo, os dois vão jogar contra o Sport. Com o Róbson, o Santos ganhou na frente, com armação e conclusão de jogadas. E com o Domingos, o time se portou bem na defesa. Por isso, vou manter dessa forma", afirmou.

O treinador ainda negou que esteja perdendo o controle do elenco e refutou a informação de que existe uma divisão entre os jogadores. Antes de todos os treinamentos, ele tem reunido os atletas para longas conversas. Ontem, mais uma vez houve um desses bate-papos.

"Se houvesse qualquer tipo de divisão ou se eu não me desse bem com qualquer jogador, vocês (jornalistas) saberiam. Existem discussões internas, mas normais em qualquer grupo de trabalho. Mas não há nada disso que leio ou escuto por aí", afirmou.

Técnico revela que zagueiro Lúcio está nos planos do Peixe

O Santos está atento à abertura da janela de transferências internacionais e mira jogadores com contratos no fim. O técnico Vagner Mancini revelou ontem que o zagueiro Lúcio, da Seleção Brasileira e que se desligou recentemente do Bayern de Munique (Alemanha), é um nome bastante comentado nas conversas entre comissão técnica e dirigentes.

O treinador deixa claro, no entanto, que não tem muitas esperanças de contar com o jogador, capitão da seleção e homem de confiança de Dunga.

A menção do nome de Lúcio dá a medida das pretensões do Peixe. "Não queria falar, mas é algo que está em pauta. É evidente que é um jogador interessante, mas eu acho que não vem. O Lúcio é um atleta que tem mercado na Europa e, a menos de um ano da Copa do Mundo, vai querer se manter na ativa, em um campeonato de alto nível, com jogadores que ele vai ter pela frente no Mundial", disse.

E foi isso o que revelou Lúcio ontem, em encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília. O capitão da seleção mostrou ao líder da Nação o troféu garantido pelo Brasil na Copa das Confederações e disse que pretende seguir na Europa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;