Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André ataca para selar a reação na Série B

A reabilitação da Série B do Brasileiro representa um dos bons pretextos para que o time reaja


Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

27/05/2008 | 07:05



A recente reabilitação do Santo André na Série B do Brasileiro representa um dos bons pretextos para que o time do técnico Sérgio Soares tente selar a reviravolta no campeonato diante do Avaí, às 20h30 de hoje, no estádio da Ressacada, a casa dos catarinenses.

Depois de passar pelo Bahia nos 2 a 0 de sábado, no Bruno Daniel, o Santo André saiu das últimas posições para ocupar o bloco intermediário - é o 14º (três pontos na tabela, a exemplo do Ceará, Bragantino e Marília).

Na próxima terça-feira, dia 3, o adversário do Santo André será o Marília, que virá ao Grande ABC. "É preciso explorar o nosso perfil ofensivo para que a gente consiga manter a ascensão. Não adiantaria nada ganhar uma e perder logo em seguida", alerta Sérgio Soares, que já mandou o grupo se desligar da vitória sobre o Bahia. "O que nos interessa é o futuro, só isso. Não podemos nos acomodar. Temos uma longa batalha na atual temporada", lembra.

Na opinião do comandante, não é nada fácil entrar em campo como se cada jogo fosse uma finalíssima. "Quero que todos estejam sempre ligados", alerta.

O ala-esquerdo Jaílson repete a tese de Sérgio Soares. Segundo ele, é fundamental que o Santo André saiba tirar vantagem do espírito de confiança agora resgatado.

"Diriam que é uma desculpa, mas estávamos desatentos nas duas primeiras rodadas. Como nos desgastamos na campanha na Série A-2 do Estadual, entramos um tanto relaxados. Não vamos diminuir o ritmo", sugere.

Além de Jaílson, outra aposta ofensiva é a boa fase do matador Márcio Mixirica.

Luiz Henrique pode complicar a estréia de Marcel na zaga

Sem o xerife Douglas, expulso diante do Bahia, Sérgio Soares ainda não decidiu quem substitui o titular diante do Avaí, hoje à noite, em Florianópolis, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Outro desfalque é o meia Jeferson, que recebeu o terceiro cartão. Juninho é uma das primeiras alternativas do técnico.

Apesar do suspense do treinador, é provável que Marcel, ex-Ferroviária, entre na zaga. O grandalhão, de 1,95m, se considera em condições de estrear como um dos três zagueiros no atual esquema 3-5-2 . "Não vejo nenhum problema. Posso me adaptar bem ao sistema que observei contra o Bahia", acredita Marcel, que viu tudo no meio dos torcedores.

Depois, a exemplo do novato Fábio, que também estava nas arquibancadas, ele compareceu ao vestiário para se envolver no clima.

Marcel garante que não tem preferência entre ficar na espera ou dar o primeiro combate. "Sempre fui de me adaptar facilmente", avisa.

Se Marcel se acha pronto para encarar a nova responsabilidade, Luiz Henrique - só perdeu a vaga ocasionalmente - promete brigar forte, mas na base da lealdade.

SÉRIE A-2
A FPF divulgou ontem as datas dos confrontos Santo André x Oeste, que decidirão o título da Série A-2 do Estadual: sexta-feira, às 20h, em Itápolis. O segundo neste domingo, às 10h, no Grande ABC. O presidente Ronan Maria Pinto confirma hoje o local. O Bruno Daniel, fechado ontem para troca e plantio de grama, será reaberto no dia 15 de junho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André ataca para selar a reação na Série B

A reabilitação da Série B do Brasileiro representa um dos bons pretextos para que o time reaja

Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

27/05/2008 | 07:05



A recente reabilitação do Santo André na Série B do Brasileiro representa um dos bons pretextos para que o time do técnico Sérgio Soares tente selar a reviravolta no campeonato diante do Avaí, às 20h30 de hoje, no estádio da Ressacada, a casa dos catarinenses.

Depois de passar pelo Bahia nos 2 a 0 de sábado, no Bruno Daniel, o Santo André saiu das últimas posições para ocupar o bloco intermediário - é o 14º (três pontos na tabela, a exemplo do Ceará, Bragantino e Marília).

Na próxima terça-feira, dia 3, o adversário do Santo André será o Marília, que virá ao Grande ABC. "É preciso explorar o nosso perfil ofensivo para que a gente consiga manter a ascensão. Não adiantaria nada ganhar uma e perder logo em seguida", alerta Sérgio Soares, que já mandou o grupo se desligar da vitória sobre o Bahia. "O que nos interessa é o futuro, só isso. Não podemos nos acomodar. Temos uma longa batalha na atual temporada", lembra.

Na opinião do comandante, não é nada fácil entrar em campo como se cada jogo fosse uma finalíssima. "Quero que todos estejam sempre ligados", alerta.

O ala-esquerdo Jaílson repete a tese de Sérgio Soares. Segundo ele, é fundamental que o Santo André saiba tirar vantagem do espírito de confiança agora resgatado.

"Diriam que é uma desculpa, mas estávamos desatentos nas duas primeiras rodadas. Como nos desgastamos na campanha na Série A-2 do Estadual, entramos um tanto relaxados. Não vamos diminuir o ritmo", sugere.

Além de Jaílson, outra aposta ofensiva é a boa fase do matador Márcio Mixirica.

Luiz Henrique pode complicar a estréia de Marcel na zaga

Sem o xerife Douglas, expulso diante do Bahia, Sérgio Soares ainda não decidiu quem substitui o titular diante do Avaí, hoje à noite, em Florianópolis, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Outro desfalque é o meia Jeferson, que recebeu o terceiro cartão. Juninho é uma das primeiras alternativas do técnico.

Apesar do suspense do treinador, é provável que Marcel, ex-Ferroviária, entre na zaga. O grandalhão, de 1,95m, se considera em condições de estrear como um dos três zagueiros no atual esquema 3-5-2 . "Não vejo nenhum problema. Posso me adaptar bem ao sistema que observei contra o Bahia", acredita Marcel, que viu tudo no meio dos torcedores.

Depois, a exemplo do novato Fábio, que também estava nas arquibancadas, ele compareceu ao vestiário para se envolver no clima.

Marcel garante que não tem preferência entre ficar na espera ou dar o primeiro combate. "Sempre fui de me adaptar facilmente", avisa.

Se Marcel se acha pronto para encarar a nova responsabilidade, Luiz Henrique - só perdeu a vaga ocasionalmente - promete brigar forte, mas na base da lealdade.

SÉRIE A-2
A FPF divulgou ontem as datas dos confrontos Santo André x Oeste, que decidirão o título da Série A-2 do Estadual: sexta-feira, às 20h, em Itápolis. O segundo neste domingo, às 10h, no Grande ABC. O presidente Ronan Maria Pinto confirma hoje o local. O Bruno Daniel, fechado ontem para troca e plantio de grama, será reaberto no dia 15 de junho.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;