Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Petróleo e gás abre portas para jovens

Palestra mostra aos estudantes do Ensino Médio leque de oportunidades que há no setor


Tauana Marin

26/11/2012 | 07:00


Decidir que carreira seguir não é tarefa fácil para os jovens que cursam o Ensino Médio. Pensando nisso, o DGABC Pesquisas, com o patrocínio da Petrobras, tem realizado a Rodada de Palestras - Profissões do Setor de Gás e Petróleo em escolas da região. O Diário, o Sesi e o Instituto Mauá de Tecnologia apoiam a iniciativa.

Ontem foi a vez dos estudantes do Sesi São Caetano. Gerente de planejamento da manutenção da Petrobras Recap (Refinaria de Capuava), Reinaldo Roque Nunes destacou aos alunos a quantidade de oportunidades que há no setor de energia para aqueles que têm curso técnico. "O mercado está carente dessa mão de obra. A Petrobras, por exemplo, projeta que ao longo dos próximos três anos cerca de 50 mil vagas para técnicos, em diversas áreas, sejam abertas. O salário inicial, para se ter ideia, beira os R$ 2.000", enfatiza.

Segundo ele, o interessado pode seguir o curso técnico nas áreas de metalurgia, civil, química, arquitetura, eletrônica, mecatrônica e muitas outras. "Todos esses profissionais são absorvidos no mercado. No caso da estatal, essas pessoas passam ainda por curso de especialização", diz Nunes.

Para o administrador de unidade escolar do Sesi São Caetano, Nivaldo Menegatti, a palestra incentiva a oportunidade que o jovem tem de ingressar no curso técnico. "Como somos entidades parceiras, o aluno do Sesi, que cursa o Ensino Médio no período da tarde, encontra essa opção. Quem faz os dois níveis simultaneamente tem desempenho diferenciado. O aluno tem a oportunidade de colocar o que aprende na prática. Ele pode pagar sua faculdade, inclusive, trabalhando na área."

Participou do encontro o professor mestre de Engenharia Eletrônica do Instituto Mauá Santiago Valverde. Na ocasião, o especialista falou das chances que são encontradas pelos jovens ao iniciar a carreira ou a especialização. A graduação de engenharia possibilita ao aluno ser um profissional com muitas funções - desde empreendedor até a atuação no mercado financeiro.

O docente enfatizou o segmento de logística. "Nenhuma empresa sobrevive sem sistemas de informação e um bom setor logísitco. É preciso fazer com que o item produzido chegue ao consumidor de todo o País, de forma segura, rápida e com menor custo possível. É um mercado em ampla expansão.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Petróleo e gás abre portas para jovens

Palestra mostra aos estudantes do Ensino Médio leque de oportunidades que há no setor

Tauana Marin

26/11/2012 | 07:00


Decidir que carreira seguir não é tarefa fácil para os jovens que cursam o Ensino Médio. Pensando nisso, o DGABC Pesquisas, com o patrocínio da Petrobras, tem realizado a Rodada de Palestras - Profissões do Setor de Gás e Petróleo em escolas da região. O Diário, o Sesi e o Instituto Mauá de Tecnologia apoiam a iniciativa.

Ontem foi a vez dos estudantes do Sesi São Caetano. Gerente de planejamento da manutenção da Petrobras Recap (Refinaria de Capuava), Reinaldo Roque Nunes destacou aos alunos a quantidade de oportunidades que há no setor de energia para aqueles que têm curso técnico. "O mercado está carente dessa mão de obra. A Petrobras, por exemplo, projeta que ao longo dos próximos três anos cerca de 50 mil vagas para técnicos, em diversas áreas, sejam abertas. O salário inicial, para se ter ideia, beira os R$ 2.000", enfatiza.

Segundo ele, o interessado pode seguir o curso técnico nas áreas de metalurgia, civil, química, arquitetura, eletrônica, mecatrônica e muitas outras. "Todos esses profissionais são absorvidos no mercado. No caso da estatal, essas pessoas passam ainda por curso de especialização", diz Nunes.

Para o administrador de unidade escolar do Sesi São Caetano, Nivaldo Menegatti, a palestra incentiva a oportunidade que o jovem tem de ingressar no curso técnico. "Como somos entidades parceiras, o aluno do Sesi, que cursa o Ensino Médio no período da tarde, encontra essa opção. Quem faz os dois níveis simultaneamente tem desempenho diferenciado. O aluno tem a oportunidade de colocar o que aprende na prática. Ele pode pagar sua faculdade, inclusive, trabalhando na área."

Participou do encontro o professor mestre de Engenharia Eletrônica do Instituto Mauá Santiago Valverde. Na ocasião, o especialista falou das chances que são encontradas pelos jovens ao iniciar a carreira ou a especialização. A graduação de engenharia possibilita ao aluno ser um profissional com muitas funções - desde empreendedor até a atuação no mercado financeiro.

O docente enfatizou o segmento de logística. "Nenhuma empresa sobrevive sem sistemas de informação e um bom setor logísitco. É preciso fazer com que o item produzido chegue ao consumidor de todo o País, de forma segura, rápida e com menor custo possível. É um mercado em ampla expansão.

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;