Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Passeata relembra jovem assassinado por causa de tênis em Diadema

Garoto de 16 anos estava em ponto de ônibus no bairro Serraria, em março


Natália Regazzo
Do Diário do Grande ABC

06/04/2014 | 07:00


Ato em homenagem ao estudante Jean Cláudio Oliveira, 16 anos, morto em março durante tentativa de roubo de seus tênis em ponto de ônibus no bairro Serraria, em Diadema, foi marcado por pedidos de Justiça, ontem. A passeata reuniu cerca de 100 pessoas, com concentração na Praça Lauro Michels, no Centro, e durou uma hora. “Era um exemplo de pessoa. Além de trabalhar em depósito de materiais de construção, queria ser advogado e estudava muito. A dor é grande”, afirma o pai da vítima, o instrutor de curso de pilotagem Jean Oliveira, 37.

Amigos da escola estadual onde o jovem cursava o Ensino Médio participaram da iniciativa. “Ele era muito humilde e faz falta. A vida está valendo um tênis”, diz o estudante Henrique Silva, 16.

Uma das lutas mencionadas na manifestação é pela redução da maioridade penal. “Apelamos para a mídia. Acreditamos que tem o poder de mudar o País”, salienta o professor Washington da Silva, 41.

A deputada federal Keiko Ota, presidente da UDVV (União em Defesa das Vítimas de Violência), prestou condolências aos familiares. “Só quem passou por isso sabe como é doloroso”, ressalta ela, que perdeu o filho Ives Ota, assassinado aos 8 anos. Acompanhada de 12 voluntários, Keiko aproveitou para divulgar a campanha Pelo Fim da Impunidade e colher assinaturas que serão encaminhadas à Câmara dos Deputados. “Queremos leis mais duras para crimes contra a vida.”

Segundo a família de Jean, o menor que cometeu o crime está na Fundação Casa, enquanto o outro, maior de idade, está foragido. A Polícia se negou a passar informações sobre o caso ontem.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Passeata relembra jovem assassinado por causa de tênis em Diadema

Garoto de 16 anos estava em ponto de ônibus no bairro Serraria, em março

Natália Regazzo
Do Diário do Grande ABC

06/04/2014 | 07:00


Ato em homenagem ao estudante Jean Cláudio Oliveira, 16 anos, morto em março durante tentativa de roubo de seus tênis em ponto de ônibus no bairro Serraria, em Diadema, foi marcado por pedidos de Justiça, ontem. A passeata reuniu cerca de 100 pessoas, com concentração na Praça Lauro Michels, no Centro, e durou uma hora. “Era um exemplo de pessoa. Além de trabalhar em depósito de materiais de construção, queria ser advogado e estudava muito. A dor é grande”, afirma o pai da vítima, o instrutor de curso de pilotagem Jean Oliveira, 37.

Amigos da escola estadual onde o jovem cursava o Ensino Médio participaram da iniciativa. “Ele era muito humilde e faz falta. A vida está valendo um tênis”, diz o estudante Henrique Silva, 16.

Uma das lutas mencionadas na manifestação é pela redução da maioridade penal. “Apelamos para a mídia. Acreditamos que tem o poder de mudar o País”, salienta o professor Washington da Silva, 41.

A deputada federal Keiko Ota, presidente da UDVV (União em Defesa das Vítimas de Violência), prestou condolências aos familiares. “Só quem passou por isso sabe como é doloroso”, ressalta ela, que perdeu o filho Ives Ota, assassinado aos 8 anos. Acompanhada de 12 voluntários, Keiko aproveitou para divulgar a campanha Pelo Fim da Impunidade e colher assinaturas que serão encaminhadas à Câmara dos Deputados. “Queremos leis mais duras para crimes contra a vida.”

Segundo a família de Jean, o menor que cometeu o crime está na Fundação Casa, enquanto o outro, maior de idade, está foragido. A Polícia se negou a passar informações sobre o caso ontem.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;