Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Alívio parlamentar

O governo Carlos Grana (PT), de Santo André, contratou a FGV (Fundação Getulio Vargas) para fazer auditoria em contratos e na contabilidade da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André)


Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

04/07/2013 | 06:53


O governo Carlos Grana (PT), de Santo André, contratou a FGV (Fundação Getulio Vargas) para fazer auditoria em contratos e na contabilidade da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). O período a ser vasculhado é de 2009 a 2012, portanto, exclusivamente a gestão de Aidan Ravin (PTB). A partir daí, é fácil tirar algumas conclusões. Talvez a principal delas é que, com a iniciativa do petista, os vereadores ficam isentos de qualquer responsabilidade de apuração. E, consequentemente, de comprometimento positivo ou negativo no decorrer dos trabalhos. Os 21 parlamentares iniciaram discussão para abrir CPI da Craisa, que teria como objeto de investigação os últimos 20 anos. Após manobras de oposição e situação, a abertura do inquérito parlamentar foi parar na Justiça, que barrou a formação da comissão. Averiguar os acontecimentos da companhia de duas décadas atrás teria algumas consequências aos vereadores. A primeira, que o trabalho seria excessivo. Outra: muitos deles atuavam no Legislativo nesse período e, se não fiscalizaram direito a autarquia, falharam em uma de suas principais atribuições como representantes do povo. Há ainda quem indicou diretores e servidores comissionados para trabalhar na Craisa nessas duas décadas. Cortariam na própria carne? Ninguém mais toca no assunto CPI da Craisa na Câmara. A auditoria da FGV veio em boa hora para os parlamentares, que acompanharam a investigação à distância. Ponto para o prefeito junto ao Legislativo.

De mudança
A gestão Carlos Grana (PT) oficializou a transferência do ex-prefeito e médico plantonista Aidan Ravin (PTB) do PA (Pronto Atendimento) da Vila Luzita para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 horas) Sacadura Cabral. A justificativa é de que a demanda num local está maior do que no outro e, consequentemente, é preciso de mais profissionais. A divulgação da mudança e ato oficial foi exigência do petebista, que deixa de atuar em seu reduto após 20 anos.

Palanque virtual
Filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vereador de São Bernardo Marcos Lula nunca foi à tribuna defender o governo Luiz Marinho (PT) ou a presidente da República, Dilma Rousseff (PT). O palanque onde o parlamentar de primeiro mandato gosta de atuar é o Facebook. Em seu microblog, defende ferozmente os companheiros.

Cliente agradece
Para melhor controle do consumo por parte de clientes de bares, padarias, lanchonetes e restaurantes de São Paulo, a deputada estadual Vanessa Damo (PMDB) apresentou projeto de lei que obriga os estabelecimentos que utilizam comanda eletrônica ou cartão a fornecerem também informações impressas do que foi comprado. O objetivo é dar maior transparência em relação ao que foi consumido pelos clientes. De acordo com a proposta da peemedebista, a comanda impressa será preenchida e assinada pelo funcionário do comércio no momento do pedido, ficando de posse do cliente, para controle pessoal. “Essa proposta visa acabar com abusos sofridos por clientes no momento do fechamento da conta, quando a pessoa se depara com itens que não foram consumidos registrados em sua comanda eletrônica e não tem como provar que houve um erro ou má-fé do estabelecimento”, explica a deputada.

Projeto 2014
A vereadora de Ribeirão Cleo Meira (PTN) se encontra hoje com a presidente estadual do partido, Renata Abreu, em São Paulo. Na conversa, a possível candidatura de Cleo para deputada estadual.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alívio parlamentar

O governo Carlos Grana (PT), de Santo André, contratou a FGV (Fundação Getulio Vargas) para fazer auditoria em contratos e na contabilidade da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André)

Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

04/07/2013 | 06:53


O governo Carlos Grana (PT), de Santo André, contratou a FGV (Fundação Getulio Vargas) para fazer auditoria em contratos e na contabilidade da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). O período a ser vasculhado é de 2009 a 2012, portanto, exclusivamente a gestão de Aidan Ravin (PTB). A partir daí, é fácil tirar algumas conclusões. Talvez a principal delas é que, com a iniciativa do petista, os vereadores ficam isentos de qualquer responsabilidade de apuração. E, consequentemente, de comprometimento positivo ou negativo no decorrer dos trabalhos. Os 21 parlamentares iniciaram discussão para abrir CPI da Craisa, que teria como objeto de investigação os últimos 20 anos. Após manobras de oposição e situação, a abertura do inquérito parlamentar foi parar na Justiça, que barrou a formação da comissão. Averiguar os acontecimentos da companhia de duas décadas atrás teria algumas consequências aos vereadores. A primeira, que o trabalho seria excessivo. Outra: muitos deles atuavam no Legislativo nesse período e, se não fiscalizaram direito a autarquia, falharam em uma de suas principais atribuições como representantes do povo. Há ainda quem indicou diretores e servidores comissionados para trabalhar na Craisa nessas duas décadas. Cortariam na própria carne? Ninguém mais toca no assunto CPI da Craisa na Câmara. A auditoria da FGV veio em boa hora para os parlamentares, que acompanharam a investigação à distância. Ponto para o prefeito junto ao Legislativo.

De mudança
A gestão Carlos Grana (PT) oficializou a transferência do ex-prefeito e médico plantonista Aidan Ravin (PTB) do PA (Pronto Atendimento) da Vila Luzita para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 horas) Sacadura Cabral. A justificativa é de que a demanda num local está maior do que no outro e, consequentemente, é preciso de mais profissionais. A divulgação da mudança e ato oficial foi exigência do petebista, que deixa de atuar em seu reduto após 20 anos.

Palanque virtual
Filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vereador de São Bernardo Marcos Lula nunca foi à tribuna defender o governo Luiz Marinho (PT) ou a presidente da República, Dilma Rousseff (PT). O palanque onde o parlamentar de primeiro mandato gosta de atuar é o Facebook. Em seu microblog, defende ferozmente os companheiros.

Cliente agradece
Para melhor controle do consumo por parte de clientes de bares, padarias, lanchonetes e restaurantes de São Paulo, a deputada estadual Vanessa Damo (PMDB) apresentou projeto de lei que obriga os estabelecimentos que utilizam comanda eletrônica ou cartão a fornecerem também informações impressas do que foi comprado. O objetivo é dar maior transparência em relação ao que foi consumido pelos clientes. De acordo com a proposta da peemedebista, a comanda impressa será preenchida e assinada pelo funcionário do comércio no momento do pedido, ficando de posse do cliente, para controle pessoal. “Essa proposta visa acabar com abusos sofridos por clientes no momento do fechamento da conta, quando a pessoa se depara com itens que não foram consumidos registrados em sua comanda eletrônica e não tem como provar que houve um erro ou má-fé do estabelecimento”, explica a deputada.

Projeto 2014
A vereadora de Ribeirão Cleo Meira (PTN) se encontra hoje com a presidente estadual do partido, Renata Abreu, em São Paulo. Na conversa, a possível candidatura de Cleo para deputada estadual.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;