Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Após racha, vereadores do DEM trocam acusações de suposto benefício indevido

Bahia diz que Toninho firmou acordo ‘muito bom’; colega rebate na mesma moeda: ‘ele fez também’


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

14/06/2013 | 07:00


Os vereadores do DEM de Santo André definitivamente não falam a mesma língua. Após o parlamentar Toninho de Jesus anunciar apoio ao governo Carlos Grana (PT), a bancada, que contém também Evilásio Santana, o Bahia, rachou. Ontem, Bahia sugeriu suposto benefício indevido no acerto do correligionário com a administração petista, fechado na semana passada. “O acordo foi muito bom. Não precisava dizer que faz parte da sustentação. Por que fez isso?”, indagou.

Toninho retrucou o colega de partido na mesma moeda: “Ele (Bahia) poderia responder, porque fez também para ele mesmo.” Para o vereador governista, o correligionário somente poderia fazer a acusação mediante comprovação da irregularidade. “Se tiver alguma prova, gostaria que ele viesse a público falar exatamente qual foi o acordo (que fiz)”, desafiou. “Não sou homem de acordos (financeiros), não há troca de cargos nem sou moeda de troca. Zelo pelo mandato.”

Atualmente 14º integrante na base situacionista, Toninho alegou que o único acordo firmado foi para atendimento das demandas de seu reduto eleitoral. “Foram duas creches na Vila Luzita e um campo de futebol no Jardim Aclimação.” Bahia considerou que, a partir de agora, dará para perceber mudanças de postura e discurso do colega. “Terá que votar tudo o que o governo mandar, sem criar problema. Eu vou me manter como independente (na Casa).”

Na eleição do ano passado, o DEM integrou a coligação do então prefeito Aidan Ravin (PTB), que saiu derrotado do pleito. Desde o início da legislatura, Toninho era um dos vereadores mais incisivos nas críticas ao Paço. Inclusive, foi autor da CPI da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). No mandado passado, entretanto, foi relator da CPI do Semasa, isentando todos os envolvidos no escândalo.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após racha, vereadores do DEM trocam acusações de suposto benefício indevido

Bahia diz que Toninho firmou acordo ‘muito bom’; colega rebate na mesma moeda: ‘ele fez também’

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

14/06/2013 | 07:00


Os vereadores do DEM de Santo André definitivamente não falam a mesma língua. Após o parlamentar Toninho de Jesus anunciar apoio ao governo Carlos Grana (PT), a bancada, que contém também Evilásio Santana, o Bahia, rachou. Ontem, Bahia sugeriu suposto benefício indevido no acerto do correligionário com a administração petista, fechado na semana passada. “O acordo foi muito bom. Não precisava dizer que faz parte da sustentação. Por que fez isso?”, indagou.

Toninho retrucou o colega de partido na mesma moeda: “Ele (Bahia) poderia responder, porque fez também para ele mesmo.” Para o vereador governista, o correligionário somente poderia fazer a acusação mediante comprovação da irregularidade. “Se tiver alguma prova, gostaria que ele viesse a público falar exatamente qual foi o acordo (que fiz)”, desafiou. “Não sou homem de acordos (financeiros), não há troca de cargos nem sou moeda de troca. Zelo pelo mandato.”

Atualmente 14º integrante na base situacionista, Toninho alegou que o único acordo firmado foi para atendimento das demandas de seu reduto eleitoral. “Foram duas creches na Vila Luzita e um campo de futebol no Jardim Aclimação.” Bahia considerou que, a partir de agora, dará para perceber mudanças de postura e discurso do colega. “Terá que votar tudo o que o governo mandar, sem criar problema. Eu vou me manter como independente (na Casa).”

Na eleição do ano passado, o DEM integrou a coligação do então prefeito Aidan Ravin (PTB), que saiu derrotado do pleito. Desde o início da legislatura, Toninho era um dos vereadores mais incisivos nas críticas ao Paço. Inclusive, foi autor da CPI da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André). No mandado passado, entretanto, foi relator da CPI do Semasa, isentando todos os envolvidos no escândalo.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;