Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Meia Luiz Fernando deixa o Ramalhão


Angelo Verotti
Do Diário do Grande ABC

03/04/2002 | 00:24


Desmotivado e sem perspectiva de se tornar titular, o meia Luiz Fernando rescindiu nesta terça seu contrato com o Santo André. O compromisso do jogador com o clube do Grande ABC venceria após o término da Série A-1 do Campeonato Paulista, em maio, mas como ele foi pouco aproveitado no período em que defendeu o Ramalhão e não estava contente com a situação, a diretoria aceitou seu pedido.

“É um excelente atleta, com um caráter dos melhores. Mas ele (Luiz Fernando) estava descontente por não ser utilizado pelo treinador (Zé Teodoro)”, afirmou o diretor remunerado de Futebol, Sérgio do Prado. “No momento, nós precisamos de atletas que estejam com espírito de campeão, para que possamos ser campeões. O Luiz Fernando estava presente em corpo, já que treinava forte e sempre obedecia a programação, mas não estava com alma de campeão, pois estava descontente e sem perspectivas. Por isso, resolvemos aceitar seu pedido.”

Luiz Fernando atuou em sete das 15 partidas disputadas pelo Santo André na competição. A diretoria do Ramalhão acertou também o empréstimo do meia Jefférson para o XV de Piracicaba. O jogador foi contratado a pedido do ex-técnico Luiz Carlos Ferreira e jogou apenas uma partida (Mogi Mirim) no período em que esteve no clube.

A semana de folga no calendário do Paulista caiu como uma luva no planejamento do técnico Zé Teodoro, que irá aproveitar os dias que antecedem ao jogo contra a Matonense, sábado, em Matão, para corrigir alguns erros que já têm sido apresentados pela equipe desde que era comandada por Luiz Carlos Ferreira. Entre as principais falhas está o baixo rendimento do ataque, por causa do fraco poder de criação do meio-campo.

A dificuldade de a equipe em criar e marcar pode ser comprovada ao se analisar a classificação do Estadual. O Ramalhão possui a melhor defesa da competição, com apenas 15 gols sofridos. Em compensação, o clube tem o segundo pior ataque, com apenas 19 gols marcados – o líder União São João, por exemplo, já marcou 39.

“Esse foi um problemas apresentados pela equipe no primeiro tempo contra o Ituano sábado”, disse Zé Teodoro. “O time não criava as oportunidades e com isso a bola dificilmente chegava ao ataque. Para complicar, quando os atacantes recebiam a bola, tinham dificuldades para finalizar. É isso que vou querer corrigir nos próximos treinos.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meia Luiz Fernando deixa o Ramalhão

Angelo Verotti
Do Diário do Grande ABC

03/04/2002 | 00:24


Desmotivado e sem perspectiva de se tornar titular, o meia Luiz Fernando rescindiu nesta terça seu contrato com o Santo André. O compromisso do jogador com o clube do Grande ABC venceria após o término da Série A-1 do Campeonato Paulista, em maio, mas como ele foi pouco aproveitado no período em que defendeu o Ramalhão e não estava contente com a situação, a diretoria aceitou seu pedido.

“É um excelente atleta, com um caráter dos melhores. Mas ele (Luiz Fernando) estava descontente por não ser utilizado pelo treinador (Zé Teodoro)”, afirmou o diretor remunerado de Futebol, Sérgio do Prado. “No momento, nós precisamos de atletas que estejam com espírito de campeão, para que possamos ser campeões. O Luiz Fernando estava presente em corpo, já que treinava forte e sempre obedecia a programação, mas não estava com alma de campeão, pois estava descontente e sem perspectivas. Por isso, resolvemos aceitar seu pedido.”

Luiz Fernando atuou em sete das 15 partidas disputadas pelo Santo André na competição. A diretoria do Ramalhão acertou também o empréstimo do meia Jefférson para o XV de Piracicaba. O jogador foi contratado a pedido do ex-técnico Luiz Carlos Ferreira e jogou apenas uma partida (Mogi Mirim) no período em que esteve no clube.

A semana de folga no calendário do Paulista caiu como uma luva no planejamento do técnico Zé Teodoro, que irá aproveitar os dias que antecedem ao jogo contra a Matonense, sábado, em Matão, para corrigir alguns erros que já têm sido apresentados pela equipe desde que era comandada por Luiz Carlos Ferreira. Entre as principais falhas está o baixo rendimento do ataque, por causa do fraco poder de criação do meio-campo.

A dificuldade de a equipe em criar e marcar pode ser comprovada ao se analisar a classificação do Estadual. O Ramalhão possui a melhor defesa da competição, com apenas 15 gols sofridos. Em compensação, o clube tem o segundo pior ataque, com apenas 19 gols marcados – o líder União São João, por exemplo, já marcou 39.

“Esse foi um problemas apresentados pela equipe no primeiro tempo contra o Ituano sábado”, disse Zé Teodoro. “O time não criava as oportunidades e com isso a bola dificilmente chegava ao ataque. Para complicar, quando os atacantes recebiam a bola, tinham dificuldades para finalizar. É isso que vou querer corrigir nos próximos treinos.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;