Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

UE discute metas para Cúpula de Desenvolvimento da ONU


Das Agências

03/06/2002 | 13:33


Os membros da União Européia (EU), reunidos em Bali, na Indonésia, discutem as metas que serão apresentadas na última reunião da cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Desenvolvimento Sustentável a ser realizada no mês de agosto em Johannesburgo, na África do Sul.

A comissária européia do Meio Ambiente, Margot Wallström, que encabeçará a delegação do executivo europeu, quer "encontrar sócios que garantam resultados concretos na cúpula e reunir todos os elementos do desenvolvimento sustentável em um plano de ação convincente para a próxima década".

Em Bali, representantes de 189 países definirão a declaração política e o plano de ação e identificarão sócios para cumprir as prioridades que forem acordadas.

O plano de ação por sua vez "deve ter objetivos realistas e estar focado em resultados concretos que os países possam financiar". A Comissão propõe também que as associações formadas em Johannesburgo para realizar os projetos "devem ser objeto de acompanhamento para garantir que as promessas serão cumpridas".

Na busca de associações com outros países ou entidades internacionais, a UE "dará especial atenção às necessidades da África" e aos projetos sobre água, energia, saúde, modelos sustentáveis de produção e consumo, globalização e comércio e bom governo, acrescenta.

Wallström considera que "muitas ações acordadas" na Cúpula da Terra do Rio em 1992 "ainda não foram cumpridos", enquanto "ainda não está garantido um bom resultado da cúpula de Johannesburgo", quando faltam menos de três meses para sua realização.

O lançamento em novembro passado da rodada multilateral da Organização Mundial do Comércio (OMC) para a abertura de mercados e a cúpula da ONU de março em Monterrey (México) sobre o Financiamento do Desenvolvimento "são passos importantes para preparar Johannesburgo", estima.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

UE discute metas para Cúpula de Desenvolvimento da ONU

Das Agências

03/06/2002 | 13:33


Os membros da União Européia (EU), reunidos em Bali, na Indonésia, discutem as metas que serão apresentadas na última reunião da cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o Desenvolvimento Sustentável a ser realizada no mês de agosto em Johannesburgo, na África do Sul.

A comissária européia do Meio Ambiente, Margot Wallström, que encabeçará a delegação do executivo europeu, quer "encontrar sócios que garantam resultados concretos na cúpula e reunir todos os elementos do desenvolvimento sustentável em um plano de ação convincente para a próxima década".

Em Bali, representantes de 189 países definirão a declaração política e o plano de ação e identificarão sócios para cumprir as prioridades que forem acordadas.

O plano de ação por sua vez "deve ter objetivos realistas e estar focado em resultados concretos que os países possam financiar". A Comissão propõe também que as associações formadas em Johannesburgo para realizar os projetos "devem ser objeto de acompanhamento para garantir que as promessas serão cumpridas".

Na busca de associações com outros países ou entidades internacionais, a UE "dará especial atenção às necessidades da África" e aos projetos sobre água, energia, saúde, modelos sustentáveis de produção e consumo, globalização e comércio e bom governo, acrescenta.

Wallström considera que "muitas ações acordadas" na Cúpula da Terra do Rio em 1992 "ainda não foram cumpridos", enquanto "ainda não está garantido um bom resultado da cúpula de Johannesburgo", quando faltam menos de três meses para sua realização.

O lançamento em novembro passado da rodada multilateral da Organização Mundial do Comércio (OMC) para a abertura de mercados e a cúpula da ONU de março em Monterrey (México) sobre o Financiamento do Desenvolvimento "são passos importantes para preparar Johannesburgo", estima.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;