Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Tavares em carreira solo

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

.


Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

27/05/2012 | 07:00


 

Há cerca de dois meses, Rodrigo Tavares, 30 anos, tomou decisão importante: após seis anos como baixista da Fresno deixa a banda para se dedicar ao primeiro álbum solo: Adiós Esteban. As músicas devem estar disponíveis para download gratuito em junho; depois serão lançadas em CD e vinil.

Ao contrário do que costuma rolar, a saída não foi tumultuada. Mesmo assim, surpreendeu os outros integrantes. "Pensei durante três meses e tive de escolher. Queria me aventurar mais", afirma.

O novo som de Tavares é diferente do rock da Fresno. "Uso mais piano, acordeom e um pouco de guitarra. Faço mistura de rock norte-americano, argentino e brasileiro. Agora, tenho liberdade para fazer o que quiser desde o processo inicial até a finalização da música."

No projeto solo, que nasceu em 2009, ele adotou o pseudônimo Esteban. Não queria usar Rodrigo Tavares ou só o sobrenome. O nome artístico surgiu de modo curioso. Certo dia, entrou num blog e viu o título de um post: Call me Esteban. "Achei legal. No início, pensavam que fazia parte do meu nome."

O músico também terá mais tempo para se dedicar a outro trabalho: a banda Abril, em que toca desde 2003. A gravação do novo álbum está prevista para 2013.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tavares em carreira solo

.

Bruna Gonçalves
Do Diário do Grande ABC

27/05/2012 | 07:00


 

Há cerca de dois meses, Rodrigo Tavares, 30 anos, tomou decisão importante: após seis anos como baixista da Fresno deixa a banda para se dedicar ao primeiro álbum solo: Adiós Esteban. As músicas devem estar disponíveis para download gratuito em junho; depois serão lançadas em CD e vinil.

Ao contrário do que costuma rolar, a saída não foi tumultuada. Mesmo assim, surpreendeu os outros integrantes. "Pensei durante três meses e tive de escolher. Queria me aventurar mais", afirma.

O novo som de Tavares é diferente do rock da Fresno. "Uso mais piano, acordeom e um pouco de guitarra. Faço mistura de rock norte-americano, argentino e brasileiro. Agora, tenho liberdade para fazer o que quiser desde o processo inicial até a finalização da música."

No projeto solo, que nasceu em 2009, ele adotou o pseudônimo Esteban. Não queria usar Rodrigo Tavares ou só o sobrenome. O nome artístico surgiu de modo curioso. Certo dia, entrou num blog e viu o título de um post: Call me Esteban. "Achei legal. No início, pensavam que fazia parte do meu nome."

O músico também terá mais tempo para se dedicar a outro trabalho: a banda Abril, em que toca desde 2003. A gravação do novo álbum está prevista para 2013.

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;