Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Frio intenso movimenta vendas de chocolate


Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

14/07/2006 | 09:02


A chegada do inverno, em 21 de junho, aqueceu não só as vendas de cobertores, edredons e agasalhos, mas como também de um item voltado ao paladar: o chocolate. O clima frio aumenta a necessidade de caloria no corpo e faz os consumidores correrem para as docerias.

Para a rede Cacau Show, de acordo com Cristiane de Sá, dona de duas lojas do grupo em São Bernardo – uma no shopping Metrópole e outra na rua Municipal, no centro –, o inverno é a melhor estação para as vendas. “No verão, quando os dias estão quentes, as pessoas consomem muito menos chocolate”, explica.

Um dos destaque do período é o chocolate quente, combinação ideal de calorias com aquecimento. “A gente viu que além do aumento de consumo de chocolate normal, o chocolate quente está muito bem cotado”, conta.

Além da bebida, as trufas (R$ 1,20 por unidade) – o carro forte da Cacau Show – ganham mais destaque na temporada e tornam-se a atração principal do Festival de Inverno da rede, que começou no início do mês e vai até o final de agosto. Durante esse intervalo as lojas lançarão mais seis tipos de trufas, ampliando o cardápio para 20 sabores. Quem gostar da opção pode aproveitar a promoção: cinco trufas por R$ 5.

Clima – Comparado ao ano passado, que teve uma temporada de frio relativamente curta, o inverno de 2006 já chegou com força. O que é má notícia para quem gosta de calor, é bom sinal para os doceiros. “Como o inverno até chegou mais cedo, a gente sentiu uma maior procura nesse período”, conta Cristiane.

Na Amor aos Pedaços, a perspectiva de olho nos termômetros se repete. “Estamos com uma expectativa melhor este ano, pois já tivemos dias de frio intenso e aguardamos outros”, diz a gerente de marketing, Ana Maura Werner.

Aliado ao clima, a Amor aos Pedaços aproveita a época para promover já tradicional Festival de Morangos. “Com certeza o friozinho faz com que o consumo aumente, mas o Festival chama o público de qualquer forma”.

A campanha, com 21 opções de produtos com a fruta, tem como objetivo aumentar em 10% as vendas de produtos com morango. Entre os destaques está o bolo bomba e o merengue com chocolate (ambos por R$ 55,50 o quilo do bolo inteiro ou R$ 6,10 a fatia de 100g).

Novidades – A Kopenhagen também aproveita a época para lançar uma linha nova de produtos: a Mania, que consiste em bombons de chocolate ao leite com recheio de marshmallow com sabores variados (R$ 11,90 a caixa com cinco chocolates).

A meta da empresa não é humilde: chegar à marca de 6,75 milhões de unidades vendidas em apenas três meses e um acréscimo de 15% no faturamento. Para isso, a Kopenhagen investiu US$ 300 mil em maquinário específico para a linha, ampliou 30% da produção e ainda bancou uma campanha de comunicação por R$ 6 milhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Frio intenso movimenta vendas de chocolate

Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

14/07/2006 | 09:02


A chegada do inverno, em 21 de junho, aqueceu não só as vendas de cobertores, edredons e agasalhos, mas como também de um item voltado ao paladar: o chocolate. O clima frio aumenta a necessidade de caloria no corpo e faz os consumidores correrem para as docerias.

Para a rede Cacau Show, de acordo com Cristiane de Sá, dona de duas lojas do grupo em São Bernardo – uma no shopping Metrópole e outra na rua Municipal, no centro –, o inverno é a melhor estação para as vendas. “No verão, quando os dias estão quentes, as pessoas consomem muito menos chocolate”, explica.

Um dos destaque do período é o chocolate quente, combinação ideal de calorias com aquecimento. “A gente viu que além do aumento de consumo de chocolate normal, o chocolate quente está muito bem cotado”, conta.

Além da bebida, as trufas (R$ 1,20 por unidade) – o carro forte da Cacau Show – ganham mais destaque na temporada e tornam-se a atração principal do Festival de Inverno da rede, que começou no início do mês e vai até o final de agosto. Durante esse intervalo as lojas lançarão mais seis tipos de trufas, ampliando o cardápio para 20 sabores. Quem gostar da opção pode aproveitar a promoção: cinco trufas por R$ 5.

Clima – Comparado ao ano passado, que teve uma temporada de frio relativamente curta, o inverno de 2006 já chegou com força. O que é má notícia para quem gosta de calor, é bom sinal para os doceiros. “Como o inverno até chegou mais cedo, a gente sentiu uma maior procura nesse período”, conta Cristiane.

Na Amor aos Pedaços, a perspectiva de olho nos termômetros se repete. “Estamos com uma expectativa melhor este ano, pois já tivemos dias de frio intenso e aguardamos outros”, diz a gerente de marketing, Ana Maura Werner.

Aliado ao clima, a Amor aos Pedaços aproveita a época para promover já tradicional Festival de Morangos. “Com certeza o friozinho faz com que o consumo aumente, mas o Festival chama o público de qualquer forma”.

A campanha, com 21 opções de produtos com a fruta, tem como objetivo aumentar em 10% as vendas de produtos com morango. Entre os destaques está o bolo bomba e o merengue com chocolate (ambos por R$ 55,50 o quilo do bolo inteiro ou R$ 6,10 a fatia de 100g).

Novidades – A Kopenhagen também aproveita a época para lançar uma linha nova de produtos: a Mania, que consiste em bombons de chocolate ao leite com recheio de marshmallow com sabores variados (R$ 11,90 a caixa com cinco chocolates).

A meta da empresa não é humilde: chegar à marca de 6,75 milhões de unidades vendidas em apenas três meses e um acréscimo de 15% no faturamento. Para isso, a Kopenhagen investiu US$ 300 mil em maquinário específico para a linha, ampliou 30% da produção e ainda bancou uma campanha de comunicação por R$ 6 milhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;