Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Norah Jones de cara nova

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

27/05/2012 | 07:00


A cantora e compositora norte-americana Norah Jones não descansa. Não bastasse ter participado em 2011 do álbum 'Rome' - ao lado do produtor Danger Mouse e do guitarrista Jack White - e ter lançado o disco 'For The Good Times' com o grupo The Little Willies neste ano, a cantora tira agora outro trabalho do bolso.

Recheado por 12 canções inéditas, 'Norah Jones - Little Broken Hearts' (EMI Music, R$ 29,90 em média) é o quinto disco de sua carreira solo. Com músicas sempre refinadas, a cantora de voz delicada distancia-se um pouco do jazz e soul que a consagraram ainda no início da carreira, com os discos 'Come Away With Me' e 'Feels Like Home'.

Sim, ela continua esbanjando elegância no menu musical, mas com viés mais pop que o habitual, salvo por poucas canções. Leia-se 'She's 22', a delicada 'Travelin'On' e o country - sempre mencionado nos álbuns de Norah - 'Out On The Road'.

Com produção de seu companheiro do Rome, Danger Mouse - por sugestão do próprio produtor -, o novo trabalho de Norah, diferentemente dos demais, teve início com algumas poucas ideias anotadas por ela em um caderno. Ainda sem arranjos nas mãos, as músicas foram surgindo na hora, no estúdio. Enquanto Norah se encarregou do piano, teclado, contrabaixo e guitarra, o produtor assumiu a vez da bateria, ajudou no contrabaixo, na guitarra, no teclado e cuidou dos arranjos de cordas, sempre acompanhados por outros músicos durante as gravações.

Mesmo trazendo pitadas pop, como em 'Say Goodbye' - faixa que chega a lembrar os vocais do grupo Fleetwood Mac -, 'Little Broken Hearts' explora o assunto ‘relacionamentos', é intimista e traz temas soturnos como 'Good Morning', responsável por abrir a obra e a balada 'Miriam'. Independentemente de ser diferente dos outros, o álbum é no mínimo um leque que se abre para a cantora diante do universo tão vasto como é o da música.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Norah Jones de cara nova

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

27/05/2012 | 07:00


A cantora e compositora norte-americana Norah Jones não descansa. Não bastasse ter participado em 2011 do álbum 'Rome' - ao lado do produtor Danger Mouse e do guitarrista Jack White - e ter lançado o disco 'For The Good Times' com o grupo The Little Willies neste ano, a cantora tira agora outro trabalho do bolso.

Recheado por 12 canções inéditas, 'Norah Jones - Little Broken Hearts' (EMI Music, R$ 29,90 em média) é o quinto disco de sua carreira solo. Com músicas sempre refinadas, a cantora de voz delicada distancia-se um pouco do jazz e soul que a consagraram ainda no início da carreira, com os discos 'Come Away With Me' e 'Feels Like Home'.

Sim, ela continua esbanjando elegância no menu musical, mas com viés mais pop que o habitual, salvo por poucas canções. Leia-se 'She's 22', a delicada 'Travelin'On' e o country - sempre mencionado nos álbuns de Norah - 'Out On The Road'.

Com produção de seu companheiro do Rome, Danger Mouse - por sugestão do próprio produtor -, o novo trabalho de Norah, diferentemente dos demais, teve início com algumas poucas ideias anotadas por ela em um caderno. Ainda sem arranjos nas mãos, as músicas foram surgindo na hora, no estúdio. Enquanto Norah se encarregou do piano, teclado, contrabaixo e guitarra, o produtor assumiu a vez da bateria, ajudou no contrabaixo, na guitarra, no teclado e cuidou dos arranjos de cordas, sempre acompanhados por outros músicos durante as gravações.

Mesmo trazendo pitadas pop, como em 'Say Goodbye' - faixa que chega a lembrar os vocais do grupo Fleetwood Mac -, 'Little Broken Hearts' explora o assunto ‘relacionamentos', é intimista e traz temas soturnos como 'Good Morning', responsável por abrir a obra e a balada 'Miriam'. Independentemente de ser diferente dos outros, o álbum é no mínimo um leque que se abre para a cantora diante do universo tão vasto como é o da música.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;