Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Alemanha: manifestantes protestam em mina de carvão contra combustíveis fósseis



26/09/2020 | 09:47


Centenas de ativistas anti-carvão fizeram protestos dentro e ao redor de uma mina no oeste da Alemanha neste sábado, manifestando-se contra a extração e o uso contínuo de combustíveis fósseis pela maior economia da Europa. Ambientalistas se opõem à decisão do governo alemão de permitir a mineração e queima de carvão no país até 2038, prazo que os ativistas dizem ser tarde demais para enfrentar com eficácia as mudanças climáticas.

Ativistas, vestidos com macacões coloridos e enfrentando o vento e a chuva, também protestavam contra a destruição planejada de vários vilarejos para abrir caminho para a expansão da mina Garzweiler, a oeste de Colônia.

Em sua mensagem de vídeo semanal, a chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu neste sábado o desenvolvimento sustentável, inclusive para enfrentar a ameaça do aquecimento global. Merkel citou o aumento da produção de energia renovável na Alemanha como um exemplo das medidas que seu país tem tomado. Ela não mencionou as minas de carvão. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alemanha: manifestantes protestam em mina de carvão contra combustíveis fósseis


26/09/2020 | 09:47


Centenas de ativistas anti-carvão fizeram protestos dentro e ao redor de uma mina no oeste da Alemanha neste sábado, manifestando-se contra a extração e o uso contínuo de combustíveis fósseis pela maior economia da Europa. Ambientalistas se opõem à decisão do governo alemão de permitir a mineração e queima de carvão no país até 2038, prazo que os ativistas dizem ser tarde demais para enfrentar com eficácia as mudanças climáticas.

Ativistas, vestidos com macacões coloridos e enfrentando o vento e a chuva, também protestavam contra a destruição planejada de vários vilarejos para abrir caminho para a expansão da mina Garzweiler, a oeste de Colônia.

Em sua mensagem de vídeo semanal, a chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu neste sábado o desenvolvimento sustentável, inclusive para enfrentar a ameaça do aquecimento global. Merkel citou o aumento da produção de energia renovável na Alemanha como um exemplo das medidas que seu país tem tomado. Ela não mencionou as minas de carvão. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;