Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mateus Prado acusa Atila de copiar suas ideias


Mark Ribeiro
do Diário do Grande ABC

09/05/2012 | 00:01


O presidente de honra do Instituto Henfil, Mateus Prado (PSDB), acusa o vereador e pré-candidato a prefeito de Mauá Atila Jacomussi (PPS) de ter plagiado suas ideias para inserí-las em seu pré-plano de governo, esmiuçado pelo Diário segunda-feira. O tucano retornou ontem à cidade após passar cinco dias em Fortaleza, onde concedeu palestras e contraiu dengue.

No documento, que será apresentado oficialmente amanhã, Atila projeta devolver o Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini ao Estado, municipalizar o Ensino Fundamental e emprestar o prédio onde funciona o CFP (Centro de Formação de Professores) à UFABC (Universidade Federal do ABC) até que a instituição conclua a compra de terreno e a construção de campus no Parque São Vicente.

"É tudo ideia minha", afirma Mateus. "Tenho escrito isso o tempo todo em artigos e disse pessoalmente a ele em reunião no meu escritório." No entanto, o tucano não enxerga o "plágio" como algo negativo. "Se é para o bem da cidade, pode copiar", ressalta, ao lançar desafio ao popular-socialista. "Quero ver se tem capacidade e coragem para implantar."

Atila admite encontro com Mateus, mas nega ter roubado as ideias do tucano. "Conversamos somente sobre disponibilizar área do município para a universidade, mas ele não propôs o CFP. Não tenho como copiar ideia dele até porque ele não é candidato a prefeito."

O popular-socialista, que luta para angariar apoios à sua empreitada ao Paço, evitou entrar em dividida, e chegou a afagar Mateus, classificando-o como "um dos educadores que servem de referência à região". "Estamos abertos a todas pessoas que queiram contribuir na construção do plano, inclusive ao Mateus."

O tucano, porém, não desistiu das alfinetadas. "Ele se coloca como representante de uma nova política, mas, na verdade, representa tudo o que há de velho", considera, em referência ao pai de Atila, Admir Jacomussi (PRP), ser ex-vereador por sete mandatos e secretário de Obras no governo Leonel Damo (2005 a 2008).

Mateus Prado ingressou no PSDB em outubro para ser candidato a prefeito ou a vice, mas perdeu força e não é mais cotado para a disputa. Sequer se inscreveu para as prévias do partido, vencidas pelo vereador Edimar da Reciclagem, em março.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;