Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcida inglesa não se conforma com a derrota


Da AFP

21/06/2002 | 07:23


Desde os pubs superlotados de clientes em Manchester até Trafalgar Square, em Londres, milhões de ingleses lamentavam nesta sexta-feira a eliminação de sua seleção nas quartas-de-final da Copa do Mundo, diante do Brasil, por 2 a 1.

"Estou realmente abatido, mas tenho de reconhecer que a Inglaterra não merecia mesmo a vitória. Em nenhum momento jogamos como contra a Dinamarca. Nenhum dos jogadores realmente se empenhou a fundo na partida", disse Stephen Fitzsimons, 20 anos, ao sair de um pub em Manchester, onde acompanhou o encontro.

O torcedor criticou com especial dureza os jogadores da seleção que atuam no Manchester United, o clube local, entre eles o capitão David Beckham. "Não se destacaram. É lamentável se levarmos em conta que jogam juntos toda semana".

Mas Brian Davies, 40 anos, foi menos severo. "Sinto por Beckham, porque se alguém merecia a vitória, era ele. Foi graças a Beckham que a seleção inglesa chegou às quartas-de-final".

Na londrina Trafalgar Square, onde cerca de 12 mil pessoas se reuniram para acompanhar o jogo em um telão, a dispersão foi rápida e silenciosa, coincidente com o apito final.

Apenas pouco mais de 100 torcedores, todos vestidos com as cores da seleção, permaneceram concentrados em torno da estátua do almirante Nelson, cabisbaixos e afogando a tristeza em cerveja, sob a atenta vigilância de um grupo de policiais.

"Jogaram muitas bolas na grande área. Teria sido melhor se tentassem passes mais precisos", resumia com certa dose de raiva Adriano Florindini, um estudante de 21 anos. "Vou voltar para casa e dormir".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Torcida inglesa não se conforma com a derrota

Da AFP

21/06/2002 | 07:23


Desde os pubs superlotados de clientes em Manchester até Trafalgar Square, em Londres, milhões de ingleses lamentavam nesta sexta-feira a eliminação de sua seleção nas quartas-de-final da Copa do Mundo, diante do Brasil, por 2 a 1.

"Estou realmente abatido, mas tenho de reconhecer que a Inglaterra não merecia mesmo a vitória. Em nenhum momento jogamos como contra a Dinamarca. Nenhum dos jogadores realmente se empenhou a fundo na partida", disse Stephen Fitzsimons, 20 anos, ao sair de um pub em Manchester, onde acompanhou o encontro.

O torcedor criticou com especial dureza os jogadores da seleção que atuam no Manchester United, o clube local, entre eles o capitão David Beckham. "Não se destacaram. É lamentável se levarmos em conta que jogam juntos toda semana".

Mas Brian Davies, 40 anos, foi menos severo. "Sinto por Beckham, porque se alguém merecia a vitória, era ele. Foi graças a Beckham que a seleção inglesa chegou às quartas-de-final".

Na londrina Trafalgar Square, onde cerca de 12 mil pessoas se reuniram para acompanhar o jogo em um telão, a dispersão foi rápida e silenciosa, coincidente com o apito final.

Apenas pouco mais de 100 torcedores, todos vestidos com as cores da seleção, permaneceram concentrados em torno da estátua do almirante Nelson, cabisbaixos e afogando a tristeza em cerveja, sob a atenta vigilância de um grupo de policiais.

"Jogaram muitas bolas na grande área. Teria sido melhor se tentassem passes mais precisos", resumia com certa dose de raiva Adriano Florindini, um estudante de 21 anos. "Vou voltar para casa e dormir".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;