Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Bahia empata em Caxias do Sul


Do Diário do Grande ABC

13/05/1999 | 00:15


O Juventude, campeao gaúcho de 98 nao começou bem a participaçao nas quartas de final na Copa do Brasil, empatando em 2 a 2 com o Bahia no Estádio Alfredo Jaconi. Com isso, a equipe caxiense precisa vencer o jogo da volta no próximo dia 29 no estádio da Fonte Nova, ou empatar em três ou mais gols. Se houver novo empate em 2 a 2 a definiçao do semifinalista será nos pênaltis.

Antes da partida, o Bahia surpreendeu com a confirmaçao da escalaçao do lateral direito Clébson, que estava suspenso preventivamente pelo tribunal da CBF por suspeita de doping. O jogo começou frio, como a noite caxiense, que registrava uma temperatura de cerca de seis graus. A primeira oportunidade de gol foi do Juventude, aos 11 minutos numa cabeceada de Márcio, para fora. O Bahia respondeu com dois bons ataques. Aos 14 minutos Capixaba, num cruzamento da esquerda acertou o travessao de Émerson. Três minutos depois Weslei abriu o placar para a equipe baiana aproveitando cruzamento de Jeferson, também da esquerda.

O gol abalou o Juventude, que demorou para se reorganizar em campo. Mas na base da pressao, a equipe chegou ao empate aos 42 minutos. Mabilia cobrando falta da meia direita mandou a bola no canto esquerdo de Ricardo, estabelecendo a igualdade no primeiro tempo.

No segundo tempo o Juventude voltou pressionando. Aos 8 minutos Mário Tilico, de cabeça, perdeu uma boa chance após cruzamento de Maurilio. Alguns segundos depois desse lance o técnico Joel Santana foi protagonista de uma pequena confusao com os torcedores. Após muita discussao, quando foi atingido com copos de cerveja, ele reclamou que alguém teria acertado sua cabeça com uma pilha e caiu ao lado do gramado. A partida ficou paralisada por quatro minutos enquanto o técnico era atendido.

Quando a bola voltou a rolar, aos 15 minutos, o Bahia desperdiçou uma ótima chance para voltar a ficar na frente do placar através de Vinicius que mandou a bola no travessao do goleiro Emerson, já batido no lance. O Juventude, de forma desorganizada buscava o segundo gol.

Aos 21 minutos Marcio cabeceou no travessao e, na volta Tilico chutou em cima do goleiro. O resultado dessa insistência se refletiu no placar aos 36 minutos quando Tilico recebeu a bola de Márcio, enganou Ricardo e tocou para o gol fazendo 2 a 1. Mas o Bahia reagiu e chegou ao empate aos 41 minutos com Weslei cobrando pênalti de Indio sobre Vinicius.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bahia empata em Caxias do Sul

Do Diário do Grande ABC

13/05/1999 | 00:15


O Juventude, campeao gaúcho de 98 nao começou bem a participaçao nas quartas de final na Copa do Brasil, empatando em 2 a 2 com o Bahia no Estádio Alfredo Jaconi. Com isso, a equipe caxiense precisa vencer o jogo da volta no próximo dia 29 no estádio da Fonte Nova, ou empatar em três ou mais gols. Se houver novo empate em 2 a 2 a definiçao do semifinalista será nos pênaltis.

Antes da partida, o Bahia surpreendeu com a confirmaçao da escalaçao do lateral direito Clébson, que estava suspenso preventivamente pelo tribunal da CBF por suspeita de doping. O jogo começou frio, como a noite caxiense, que registrava uma temperatura de cerca de seis graus. A primeira oportunidade de gol foi do Juventude, aos 11 minutos numa cabeceada de Márcio, para fora. O Bahia respondeu com dois bons ataques. Aos 14 minutos Capixaba, num cruzamento da esquerda acertou o travessao de Émerson. Três minutos depois Weslei abriu o placar para a equipe baiana aproveitando cruzamento de Jeferson, também da esquerda.

O gol abalou o Juventude, que demorou para se reorganizar em campo. Mas na base da pressao, a equipe chegou ao empate aos 42 minutos. Mabilia cobrando falta da meia direita mandou a bola no canto esquerdo de Ricardo, estabelecendo a igualdade no primeiro tempo.

No segundo tempo o Juventude voltou pressionando. Aos 8 minutos Mário Tilico, de cabeça, perdeu uma boa chance após cruzamento de Maurilio. Alguns segundos depois desse lance o técnico Joel Santana foi protagonista de uma pequena confusao com os torcedores. Após muita discussao, quando foi atingido com copos de cerveja, ele reclamou que alguém teria acertado sua cabeça com uma pilha e caiu ao lado do gramado. A partida ficou paralisada por quatro minutos enquanto o técnico era atendido.

Quando a bola voltou a rolar, aos 15 minutos, o Bahia desperdiçou uma ótima chance para voltar a ficar na frente do placar através de Vinicius que mandou a bola no travessao do goleiro Emerson, já batido no lance. O Juventude, de forma desorganizada buscava o segundo gol.

Aos 21 minutos Marcio cabeceou no travessao e, na volta Tilico chutou em cima do goleiro. O resultado dessa insistência se refletiu no placar aos 36 minutos quando Tilico recebeu a bola de Márcio, enganou Ricardo e tocou para o gol fazendo 2 a 1. Mas o Bahia reagiu e chegou ao empate aos 41 minutos com Weslei cobrando pênalti de Indio sobre Vinicius.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;