Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

B.B. King faz 80 anos entre amigos


Dojival Filho
Do Diário do Grande ABC

01/11/2005 | 08:32


Com uma valiosa ajuda de seus amigos, o lendário guitarrista norte-americano B.B. King celebra 80 anos de vida e lança uma verdadeira pérola para os amantes do blues, o álbum B.B. King & Friends (Universal, R$ 35,90 em média). O disco traz diversos convidados ilustres, entre eles os guitarristas Eric Clapton, Mark Knopfler (ex-Dire Straits), John Mayer, Sheryl Crow, Elton John, Roger Daltrey e até a cantora Gloria Stefan.

Dono de um estilo único e inconfundível, que privilegia o feeling e a economia de notas, King, nascido no Mississipi, em 16 de setembro de 1925, também foi homenageado com a criação de um museu em seu estado natal e com o lançamento da biografia The B.B King Treasures, escrita pelo músico e por Dick Waterman.

No álbum, o rei do blues exibe o mesmo vigor de um garoto que começou a aprender os primeiros acordes, mesmo depois de mais de cinco décadas esmerilhando sua Lucille (apelido carinhoso dado à inseparável guitarra Gibson ES-355 que o acompanha). Por conta disso, revisita com desenvoltura clássicos de sua trajetória musical e não se intimida com a constelação de astros pop.

Um bom exemplo da competência do veterano é a agridoce Need Your Love So Bad, com forte influência do spiritual (música protestante norte-americana). Delicada, mas vigorosa, Sheryl Crow dá um tostão de sua bela voz para emoldurar as notas cristalinas de King, que usa e abusa dos vibratos (técnica em que o guitarrista prolonga a nota) e bends (quando ele pressiona a corda para cima ou para baixo, para subir ou descer tons).

Considerado como um deus da guitarra nos anos 60, quando integrou o primeiro supergrupo da história do rock, o Cream, ao lado do baixista Jack Bruce e do alucinado baterista Ginger Baker, Clapton pede as bênçãos ao guru King em The Thrill Is Gone, canção que rendeu ao músico octagenário o primeiro Grammy (de uma numerosa lista) como melhor desempenho vocal masculino de Rythm & Blues, em 1970. Clapton e King já produziram um disco em parceria, Riding with the King, lançado em 2000. Outros destaques do álbum são as participações de Mark Knopfler, em All Over Again e do guitarrista do ZZ Top, Billy F. Gibbons, em Tired of Your Jive.

Curiosamente, no encarte do disco, que foi gravado em diversos estúdios nos Estados Unidos e na Inglaterra, há um recado: "Wherever there is a guest guitarrist, B.B. King’s guitar is in the right speakers" (Em português: "Onde quer que haja um guitarrista convidado, a guitarra de B.B. King pode ser ouvida no fone direito"). E precisava disso?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

B.B. King faz 80 anos entre amigos

Dojival Filho
Do Diário do Grande ABC

01/11/2005 | 08:32


Com uma valiosa ajuda de seus amigos, o lendário guitarrista norte-americano B.B. King celebra 80 anos de vida e lança uma verdadeira pérola para os amantes do blues, o álbum B.B. King & Friends (Universal, R$ 35,90 em média). O disco traz diversos convidados ilustres, entre eles os guitarristas Eric Clapton, Mark Knopfler (ex-Dire Straits), John Mayer, Sheryl Crow, Elton John, Roger Daltrey e até a cantora Gloria Stefan.

Dono de um estilo único e inconfundível, que privilegia o feeling e a economia de notas, King, nascido no Mississipi, em 16 de setembro de 1925, também foi homenageado com a criação de um museu em seu estado natal e com o lançamento da biografia The B.B King Treasures, escrita pelo músico e por Dick Waterman.

No álbum, o rei do blues exibe o mesmo vigor de um garoto que começou a aprender os primeiros acordes, mesmo depois de mais de cinco décadas esmerilhando sua Lucille (apelido carinhoso dado à inseparável guitarra Gibson ES-355 que o acompanha). Por conta disso, revisita com desenvoltura clássicos de sua trajetória musical e não se intimida com a constelação de astros pop.

Um bom exemplo da competência do veterano é a agridoce Need Your Love So Bad, com forte influência do spiritual (música protestante norte-americana). Delicada, mas vigorosa, Sheryl Crow dá um tostão de sua bela voz para emoldurar as notas cristalinas de King, que usa e abusa dos vibratos (técnica em que o guitarrista prolonga a nota) e bends (quando ele pressiona a corda para cima ou para baixo, para subir ou descer tons).

Considerado como um deus da guitarra nos anos 60, quando integrou o primeiro supergrupo da história do rock, o Cream, ao lado do baixista Jack Bruce e do alucinado baterista Ginger Baker, Clapton pede as bênçãos ao guru King em The Thrill Is Gone, canção que rendeu ao músico octagenário o primeiro Grammy (de uma numerosa lista) como melhor desempenho vocal masculino de Rythm & Blues, em 1970. Clapton e King já produziram um disco em parceria, Riding with the King, lançado em 2000. Outros destaques do álbum são as participações de Mark Knopfler, em All Over Again e do guitarrista do ZZ Top, Billy F. Gibbons, em Tired of Your Jive.

Curiosamente, no encarte do disco, que foi gravado em diversos estúdios nos Estados Unidos e na Inglaterra, há um recado: "Wherever there is a guest guitarrist, B.B. King’s guitar is in the right speakers" (Em português: "Onde quer que haja um guitarrista convidado, a guitarra de B.B. King pode ser ouvida no fone direito"). E precisava disso?

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;