Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Quatro policiais e um preso sao feridos em rebeliao em SP


Do Diário Online

27/11/2000 | 09:23


Quatro policiais e um detento ficaram feridos na madrugada desta segunda-feira durante uma rebeliao no 34º Distrito Policial, em Vila Sônia, na zona Sudoeste de Sao Paulo.

O motim de aproximadamente 170 presos começou por volta de 2h da madrugada desta segunda, após uma tentativa de fuga frustrada, e só foi controlado cerca de 5h30.

Os rebelados conseguiram tomar a arma de um carcereiro, atiraram contra os cadeados das celas e atearam fogo em colchoes e cobertores. Dois policiais do Grupo Armado de Repressao a Roubos e Assaltos (Garra) e outros dois do Grupo de Operaçoes Especiais (Goe), da Polícia Civil, foram baleados pelos presos.

A rebeliao acabou depois que a direçao do presídio garantiu que iria realizar transferências da carceragem, que abriga cerca de 180 presos e tem capacidade para 40.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quatro policiais e um preso sao feridos em rebeliao em SP

Do Diário Online

27/11/2000 | 09:23


Quatro policiais e um detento ficaram feridos na madrugada desta segunda-feira durante uma rebeliao no 34º Distrito Policial, em Vila Sônia, na zona Sudoeste de Sao Paulo.

O motim de aproximadamente 170 presos começou por volta de 2h da madrugada desta segunda, após uma tentativa de fuga frustrada, e só foi controlado cerca de 5h30.

Os rebelados conseguiram tomar a arma de um carcereiro, atiraram contra os cadeados das celas e atearam fogo em colchoes e cobertores. Dois policiais do Grupo Armado de Repressao a Roubos e Assaltos (Garra) e outros dois do Grupo de Operaçoes Especiais (Goe), da Polícia Civil, foram baleados pelos presos.

A rebeliao acabou depois que a direçao do presídio garantiu que iria realizar transferências da carceragem, que abriga cerca de 180 presos e tem capacidade para 40.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;