Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Austrália teme corrupçao em países do Pacífico


Do Diário do Grande ABC

31/05/2000 | 10:32


A ministro da Justiça da Austrália, Amanda Vanstone, advertiu as naçoes do Sul do Pacífico que permitir a lavagem de dinheiro favorece a corrupçao do sistema financeiro e a criminalidade internacional. Países que voltaram seus olhos para a lavagem de dinheiro também descobriram-se economicamente e politicamente isolados, assegurou a ministra da Justiça durante o terceiro encontro anual do grupo Asia Pacífico de Lavagem de Dinheiro.

"Temos de lembrar sempre que a lavagem de dinheiro pelo crime organizado representa o fruto de crimes como tráfico de drogas, de armas, prostituiçao, comércio de seres humanos, seqüestro e extorsao", concluiu.

Algumas pequenas naçoes do Pacífico vem valendo-se desse recurso como um meio para levantar sua economia nos últimos anos. Em 1999, países como Nauru, Vanuatu and Palau foram colocados na lista negra por diversos bancos internacionais que afirmaram que eles nao poderiam lidar com transaçoes envolvendo a moeda norte-americana por causa de preocupaçoes relativas à lavagem de dinheiro. "Tolerar esse capital maculado significa tolerar a miséria humana que o gerou em um primeiro instante", disse Vanstone.

Ela preveniu os delegados das 17 naçoes presentes que o aumento do tráfico de fundos ilícitos pode desestabilizar seriamente sistemas financeiros mais frágeis, e abrir suas economias aos ataques do crime organizado. Ela disse ainda que a Internet facilitou a lavagem de dinheiro e trouxe mais dificuldades para sua detecçao. "A Internet permite que fundos ilícitos sejam transferidos pelo mundo inteiro ao simples toque de uma tecla, sem deixar vestígio, e sem que o criminoso tenha de aparecer", concluiu Vanstone.

O Fundo Monetário Internacional estima que cerca de US$ 600 bilhoes sejam lavados anualmente, quantia que abrange somente o lucro do tráfico de drogas ilegal. Nao ficou claro se os sindicatos do crime organizado russo lavaram bilhoes de dólares adquiridos de lucros criminosos através dos sistemas financeiros de naçoes do Pacífico Sul tais como Naru. "Estou preocupada em saber se vamos conseguir mudar essa realidade sem uma cooperaçao internacional, pois naçoes de nossa regiao sao extremamente suscetíveis à corrupçao do dinheiro sujo que agora está fluindo para organizaçoes criminosas transnacionais".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Austrália teme corrupçao em países do Pacífico

Do Diário do Grande ABC

31/05/2000 | 10:32


A ministro da Justiça da Austrália, Amanda Vanstone, advertiu as naçoes do Sul do Pacífico que permitir a lavagem de dinheiro favorece a corrupçao do sistema financeiro e a criminalidade internacional. Países que voltaram seus olhos para a lavagem de dinheiro também descobriram-se economicamente e politicamente isolados, assegurou a ministra da Justiça durante o terceiro encontro anual do grupo Asia Pacífico de Lavagem de Dinheiro.

"Temos de lembrar sempre que a lavagem de dinheiro pelo crime organizado representa o fruto de crimes como tráfico de drogas, de armas, prostituiçao, comércio de seres humanos, seqüestro e extorsao", concluiu.

Algumas pequenas naçoes do Pacífico vem valendo-se desse recurso como um meio para levantar sua economia nos últimos anos. Em 1999, países como Nauru, Vanuatu and Palau foram colocados na lista negra por diversos bancos internacionais que afirmaram que eles nao poderiam lidar com transaçoes envolvendo a moeda norte-americana por causa de preocupaçoes relativas à lavagem de dinheiro. "Tolerar esse capital maculado significa tolerar a miséria humana que o gerou em um primeiro instante", disse Vanstone.

Ela preveniu os delegados das 17 naçoes presentes que o aumento do tráfico de fundos ilícitos pode desestabilizar seriamente sistemas financeiros mais frágeis, e abrir suas economias aos ataques do crime organizado. Ela disse ainda que a Internet facilitou a lavagem de dinheiro e trouxe mais dificuldades para sua detecçao. "A Internet permite que fundos ilícitos sejam transferidos pelo mundo inteiro ao simples toque de uma tecla, sem deixar vestígio, e sem que o criminoso tenha de aparecer", concluiu Vanstone.

O Fundo Monetário Internacional estima que cerca de US$ 600 bilhoes sejam lavados anualmente, quantia que abrange somente o lucro do tráfico de drogas ilegal. Nao ficou claro se os sindicatos do crime organizado russo lavaram bilhoes de dólares adquiridos de lucros criminosos através dos sistemas financeiros de naçoes do Pacífico Sul tais como Naru. "Estou preocupada em saber se vamos conseguir mudar essa realidade sem uma cooperaçao internacional, pois naçoes de nossa regiao sao extremamente suscetíveis à corrupçao do dinheiro sujo que agora está fluindo para organizaçoes criminosas transnacionais".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;