Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Após assembleia, professores da Metodista continuam em greve

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

14/05/2019 | 18:01


Após mais uma assembleia, realizada nesta segunda-feira (13) com o objetivo de regularizar a situação dos professores da Universidade Metodista, em São Bernardo, os docentes decidiram pela continuidade da greve.

No encontro, a Universidade propôs pagar o salário de abril no quinto dia útil de junho, com 30 dias em atraso, como aconteceu com o salário de março. Os professores recusaram.

Com essa solicitação já em andamento no Tribunal Regional do Trabalho, os docentes e o Sinpro (Sindicato dos Professores do ABC) aguardam o retorno da manifestação da justiça, que, segundo eles, provavelmente, sairá ainda nesta semana.

Com isso, uma nova assembleia está prevista para sexta-feira (17) para avaliarem nova proposta que acontecerá entre o Sinpro, representando os professores, e a Universidade.

A categoria também cobra 13º, férias, vale-alimentação e vale-transporte, além da regularização dos depósitos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que não são feitos desde 2015.

Ainda na reunião de ontem, a instituição alegou que seria feito um parcelamento de imediato do FGTS, enviando os comprovantes do parcelamento para o Sinpro e para o Saae (Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do ABC). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após assembleia, professores da Metodista continuam em greve

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

14/05/2019 | 18:01


Após mais uma assembleia, realizada nesta segunda-feira (13) com o objetivo de regularizar a situação dos professores da Universidade Metodista, em São Bernardo, os docentes decidiram pela continuidade da greve.

No encontro, a Universidade propôs pagar o salário de abril no quinto dia útil de junho, com 30 dias em atraso, como aconteceu com o salário de março. Os professores recusaram.

Com essa solicitação já em andamento no Tribunal Regional do Trabalho, os docentes e o Sinpro (Sindicato dos Professores do ABC) aguardam o retorno da manifestação da justiça, que, segundo eles, provavelmente, sairá ainda nesta semana.

Com isso, uma nova assembleia está prevista para sexta-feira (17) para avaliarem nova proposta que acontecerá entre o Sinpro, representando os professores, e a Universidade.

A categoria também cobra 13º, férias, vale-alimentação e vale-transporte, além da regularização dos depósitos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que não são feitos desde 2015.

Ainda na reunião de ontem, a instituição alegou que seria feito um parcelamento de imediato do FGTS, enviando os comprovantes do parcelamento para o Sinpro e para o Saae (Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do ABC). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;