Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Martha Medeiros lança livro de crônicas

Carin Mandelli/ Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Texto é convite a refletir sobre a importância do amor e pequenas coisas do cotidiano


Lorena Ávila

06/05/2019 | 07:37


Ler uma crônica é como ser convidado para tomar um café com a própria vida. Vocês vão sentar, cortar uma fatia de bolo e ela vai te falar todas as verdades que você não quis ver até então ou vocês só vão rir muito e chorar um pouco, lembrando que sempre dá para acontecer o inverso. Afinal, a vida não quis lhe adiantar o assunto antes de sentarem à mesa.

Chega a ser intrigante; como o retrato de um cotidiano tão banal pode parecer um portal mágico para a mais bela lucidez? Aquela que te faz perceber que estar vivo é a pior/melhor coisa que já aconteceu.

É essa sensação que desperta O Meu Melhor – 100 Crônicas de Martha Medeiros + 4 inéditas (Editora Planeta, R$ 39,90), que será lançado quinta-feira, às 19h, na Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1.731 – Jardim Paulista). O evento contará com a presença da autora e também da empresária Joana Woo para bate-papo seguido de sessão de autógrafos.

Pode-se pensar que as palavras voam para todos os lugares e, como o vento, tocam o rosto de alguém com a intensidade de uma brisa ou de uma tempestade. Mas com as crônicas de Martha, é perceptível que as palavras também podem ser como barcos, que navegam com destino certo e escolhem em quais corações e mentes vão ancorar.

Em uma leitura leve e relativamente curta, já que cada crônica não ocupa mais que duas páginas, é possível fazer reflexões profundas acerca de si próprio e da humanidade. Momento perfeito para relembrar onde se encontram os pequenos prazeres, como ser feliz sem complicar e aproveitar a liberdade da vida.

Entre uma crítica e outra, os ensaios literários evocam a presença constante do amor, do tempo, da maturidade, das crenças e está repleto de bons votos e conselhos sutis para que se tenha uma rotina tranquila e saiba que o nada de cada dia é tão rico quanto os momentos mais distintos e especiais.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Martha Medeiros lança livro de crônicas

Texto é convite a refletir sobre a importância do amor e pequenas coisas do cotidiano

Lorena Ávila

06/05/2019 | 07:37


Ler uma crônica é como ser convidado para tomar um café com a própria vida. Vocês vão sentar, cortar uma fatia de bolo e ela vai te falar todas as verdades que você não quis ver até então ou vocês só vão rir muito e chorar um pouco, lembrando que sempre dá para acontecer o inverso. Afinal, a vida não quis lhe adiantar o assunto antes de sentarem à mesa.

Chega a ser intrigante; como o retrato de um cotidiano tão banal pode parecer um portal mágico para a mais bela lucidez? Aquela que te faz perceber que estar vivo é a pior/melhor coisa que já aconteceu.

É essa sensação que desperta O Meu Melhor – 100 Crônicas de Martha Medeiros + 4 inéditas (Editora Planeta, R$ 39,90), que será lançado quinta-feira, às 19h, na Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1.731 – Jardim Paulista). O evento contará com a presença da autora e também da empresária Joana Woo para bate-papo seguido de sessão de autógrafos.

Pode-se pensar que as palavras voam para todos os lugares e, como o vento, tocam o rosto de alguém com a intensidade de uma brisa ou de uma tempestade. Mas com as crônicas de Martha, é perceptível que as palavras também podem ser como barcos, que navegam com destino certo e escolhem em quais corações e mentes vão ancorar.

Em uma leitura leve e relativamente curta, já que cada crônica não ocupa mais que duas páginas, é possível fazer reflexões profundas acerca de si próprio e da humanidade. Momento perfeito para relembrar onde se encontram os pequenos prazeres, como ser feliz sem complicar e aproveitar a liberdade da vida.

Entre uma crítica e outra, os ensaios literários evocam a presença constante do amor, do tempo, da maturidade, das crenças e está repleto de bons votos e conselhos sutis para que se tenha uma rotina tranquila e saiba que o nada de cada dia é tão rico quanto os momentos mais distintos e especiais.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;