Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila reacomoda aliados de Júnior Orosco

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Raphael Rocha

02/11/2018 | 06:29


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), promoveu o retorno de dois aliados diretos de José Carlos Orosco Júnior (PDT) para o governo. O advogado Gilberto João de Oliveira voltou à Pasta de Obras e Fernando Coppola, o Xuxa, teve a nomeação para a Pasta de Educação publicada ontem nos Atos Oficiais. Os dois exerciam essas funções até maio, quando Atila foi preso no âmbito da Operação Prato Feito e haviam sido demitidos pela vice-prefeita Alaíde Damo (MDB), ex-sogra de Orosco.

A nomeação dos dois secretários representa um sinal de resgate da aliança entre Atila e Orosco. Porém, o Diário apurou junto a assessores de ambos os lados que uma parceria não foi restabelecida por completo – está em aberto, por exemplo, um eventual retorno de José Carlos Orosco Roman, pai do pedetista, à gestão.

Atila e Orosco foram companheiros de chapa na eleição de 2016, mas a parceria foi desfeita depois que a Justiça Eleitoral contestou a candidatura a vice de Orosco, então no MDB. A costura feita foi de alocar Alaíde na legenda e de ceder três Pastas ao grupo de Orosco, uma delas a de Obras, que ficou justamente com o hoje pedetista. Orosco ficou menos de três meses no cargo, abalando as relações.

Apesar das trocas de farpas – muitas delas públicas –, alguns indicados de Orosco ficaram no governo Atila, como Xuxa e Gilberto. Ambos só foram exonerados quando Alaíde foi alçada ao poder.
Atila e Orosco não retornaram aos contatos para comentar o assunto.

IDAS E VINDAS

Quando Atila foi detido, Orosco e o presidente da Câmara e pai de Atila, Admir Jacomussi (PRP), conversaram para discutir estratégias jurídicas para tirar o socialista da prisão. Quando Atila conquistou o habeas corpus e deixou o presídio em Tremembé, fez chegar ao pedetista mensagens de reconciliação.

Houve, inclusive, discussões sobre a possibilidade de apoio do grupo de Atila à candidatura de Orosco a deputado federal. Em meio a muitas promessas, o que se notou foi pouco empenho de aliados do prefeito ao projeto eleitoral do pedetista. RR 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atila reacomoda aliados de Júnior Orosco

Raphael Rocha

02/11/2018 | 06:29


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), promoveu o retorno de dois aliados diretos de José Carlos Orosco Júnior (PDT) para o governo. O advogado Gilberto João de Oliveira voltou à Pasta de Obras e Fernando Coppola, o Xuxa, teve a nomeação para a Pasta de Educação publicada ontem nos Atos Oficiais. Os dois exerciam essas funções até maio, quando Atila foi preso no âmbito da Operação Prato Feito e haviam sido demitidos pela vice-prefeita Alaíde Damo (MDB), ex-sogra de Orosco.

A nomeação dos dois secretários representa um sinal de resgate da aliança entre Atila e Orosco. Porém, o Diário apurou junto a assessores de ambos os lados que uma parceria não foi restabelecida por completo – está em aberto, por exemplo, um eventual retorno de José Carlos Orosco Roman, pai do pedetista, à gestão.

Atila e Orosco foram companheiros de chapa na eleição de 2016, mas a parceria foi desfeita depois que a Justiça Eleitoral contestou a candidatura a vice de Orosco, então no MDB. A costura feita foi de alocar Alaíde na legenda e de ceder três Pastas ao grupo de Orosco, uma delas a de Obras, que ficou justamente com o hoje pedetista. Orosco ficou menos de três meses no cargo, abalando as relações.

Apesar das trocas de farpas – muitas delas públicas –, alguns indicados de Orosco ficaram no governo Atila, como Xuxa e Gilberto. Ambos só foram exonerados quando Alaíde foi alçada ao poder.
Atila e Orosco não retornaram aos contatos para comentar o assunto.

IDAS E VINDAS

Quando Atila foi detido, Orosco e o presidente da Câmara e pai de Atila, Admir Jacomussi (PRP), conversaram para discutir estratégias jurídicas para tirar o socialista da prisão. Quando Atila conquistou o habeas corpus e deixou o presídio em Tremembé, fez chegar ao pedetista mensagens de reconciliação.

Houve, inclusive, discussões sobre a possibilidade de apoio do grupo de Atila à candidatura de Orosco a deputado federal. Em meio a muitas promessas, o que se notou foi pouco empenho de aliados do prefeito ao projeto eleitoral do pedetista. RR 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;