Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Ator Jason Robards morre de câncer aos 78 anos


Das Agências

27/12/2000 | 07:50


O ator Jason Robards, que ganhou um Oscar por seu papel como o editor Ben Bradlee do jornal The Washington Post no filme ``Todos os homens do presidente'' em 1976 e uma segunda estatueta no ano seguinte por ``Julia'', morreu em Connecticut (Leste) aos 78 anos, informou na terça-feira a rede de televisao CNN.

Nascido no dia 26 de julho de 1922 em Chicago (Illinois, Nordeste), Robards começou sua carreira de ator no teatro, depois de servir na Marinha dos Estados Unidos por sete anos, desde os 17.

Triunfou na Broadway em 1951 com ``Stalag 17'', um drama sobre um campo de concentraçao, e cinco anos depois ganhou grandes elogios da crítica por seu papel na peça de Eugene O'Neil ``O cometa do homem do gelo''.

``Quando a gente está no palco, ninguém pode dizer 'cortem'. Estamos sempre expostos a uma audiência presente e real'', disse sobre o teatro em uma entrevista concedida à revista Newsweek.

Robards atuou em outras peças de O'Neil, como ``Viagem de um longo dia para a noite'' e ``Os decepcionados'', ganhando um prêmio Tony, assim como também em obras de Arthur Miller, Clifford Odets, Lillian Hellman e Harold Pinter.

Em 1999, disse ao Washington Post que quando deixou a Marinha, embora tivesse 24 anos, se sentia muito mais jovem: ``entrei aos 17 e saí aos 17. Nao se vive (na Marinha). Nao se tem dinheiro. Marinheiro sempre se casa com a primeira moça que beija'', confessou.

E ele casou. Quatro vezes, inclusive com a atriz Lauren Bacall, antes de estabilizar-se com Lois, sua mulher durante 30 anos. Entre seus mais de 50 filmes, destacam-se, por exemplo, ``Suave é a noite'' (1962) e ``Filadelfia'' (1993).

Robards também teve um curto e impressionante papel como o moribundo pai de Tom Cruise em ``Magnolia'' (1999) e apareceu este ano em ``Volando para casa''. Recebeu a Medalha Nacional das Artes em 1997 e as Honras do Centro Kennedy em 1999. Deixa viúva (Lois) e seus dois filhos, assim como quatro filhos de casamentos anteriores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ator Jason Robards morre de câncer aos 78 anos

Das Agências

27/12/2000 | 07:50


O ator Jason Robards, que ganhou um Oscar por seu papel como o editor Ben Bradlee do jornal The Washington Post no filme ``Todos os homens do presidente'' em 1976 e uma segunda estatueta no ano seguinte por ``Julia'', morreu em Connecticut (Leste) aos 78 anos, informou na terça-feira a rede de televisao CNN.

Nascido no dia 26 de julho de 1922 em Chicago (Illinois, Nordeste), Robards começou sua carreira de ator no teatro, depois de servir na Marinha dos Estados Unidos por sete anos, desde os 17.

Triunfou na Broadway em 1951 com ``Stalag 17'', um drama sobre um campo de concentraçao, e cinco anos depois ganhou grandes elogios da crítica por seu papel na peça de Eugene O'Neil ``O cometa do homem do gelo''.

``Quando a gente está no palco, ninguém pode dizer 'cortem'. Estamos sempre expostos a uma audiência presente e real'', disse sobre o teatro em uma entrevista concedida à revista Newsweek.

Robards atuou em outras peças de O'Neil, como ``Viagem de um longo dia para a noite'' e ``Os decepcionados'', ganhando um prêmio Tony, assim como também em obras de Arthur Miller, Clifford Odets, Lillian Hellman e Harold Pinter.

Em 1999, disse ao Washington Post que quando deixou a Marinha, embora tivesse 24 anos, se sentia muito mais jovem: ``entrei aos 17 e saí aos 17. Nao se vive (na Marinha). Nao se tem dinheiro. Marinheiro sempre se casa com a primeira moça que beija'', confessou.

E ele casou. Quatro vezes, inclusive com a atriz Lauren Bacall, antes de estabilizar-se com Lois, sua mulher durante 30 anos. Entre seus mais de 50 filmes, destacam-se, por exemplo, ``Suave é a noite'' (1962) e ``Filadelfia'' (1993).

Robards também teve um curto e impressionante papel como o moribundo pai de Tom Cruise em ``Magnolia'' (1999) e apareceu este ano em ``Volando para casa''. Recebeu a Medalha Nacional das Artes em 1997 e as Honras do Centro Kennedy em 1999. Deixa viúva (Lois) e seus dois filhos, assim como quatro filhos de casamentos anteriores.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;