Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PF pede prisão preventiva de dois acusados da 'Máfia do Sangue'


Do Diário OnLine

31/05/2004 | 22:36


A PF (Polícia Federal) pediu, nesta segunda-feira, a prisão preventiva dos empresários Jaisler Jabour de Alvarenga e Lourenço Rommel Peixoto, acusado de envolvimento na chamada Máfia do Sangue, que teria desviado cerca de R$ 2 bilhões do Ministério da Saúde. O prazo da prisão temporária dos dois termina nesta terça-feira. Dos 17 presos pela Operação Vampiro, 15 já foram soltos — três deles por colaborarem com a Justiça.

Telefonemas gravados pela PF mostraram, nesta segunda, como agiam os acusados de participar da quadrilha que fraudava licitações para a compra de medicamentos hemoderivados no Ministério da Saúde. De acordo com o Jornal Nacional, o empresário Marcelo Pitta explica ao lobista Elias Abboadala, durante o telefonema, como faz para subornar funcionários públicos. Os dois foram presos pela Operação Vampiro e soltos na semana passada.

Nesta terça, o empresário Marcos Jorge Chain foi solto. Ele estava detido na carceragem da PF, em Brasília, mas o prazo de cinco dias de sua prisão temporária esgotou-se. O nome dele também aparece nos telefonemas gravados.

A PF não vai pedir a prorrogação da prisão de Chain porque considera que sua participação no esquema de fraudes e sua libertação não atrapalham a investigação. Ele prestou depoimento no fim de semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PF pede prisão preventiva de dois acusados da 'Máfia do Sangue'

Do Diário OnLine

31/05/2004 | 22:36


A PF (Polícia Federal) pediu, nesta segunda-feira, a prisão preventiva dos empresários Jaisler Jabour de Alvarenga e Lourenço Rommel Peixoto, acusado de envolvimento na chamada Máfia do Sangue, que teria desviado cerca de R$ 2 bilhões do Ministério da Saúde. O prazo da prisão temporária dos dois termina nesta terça-feira. Dos 17 presos pela Operação Vampiro, 15 já foram soltos — três deles por colaborarem com a Justiça.

Telefonemas gravados pela PF mostraram, nesta segunda, como agiam os acusados de participar da quadrilha que fraudava licitações para a compra de medicamentos hemoderivados no Ministério da Saúde. De acordo com o Jornal Nacional, o empresário Marcelo Pitta explica ao lobista Elias Abboadala, durante o telefonema, como faz para subornar funcionários públicos. Os dois foram presos pela Operação Vampiro e soltos na semana passada.

Nesta terça, o empresário Marcos Jorge Chain foi solto. Ele estava detido na carceragem da PF, em Brasília, mas o prazo de cinco dias de sua prisão temporária esgotou-se. O nome dele também aparece nos telefonemas gravados.

A PF não vai pedir a prorrogação da prisão de Chain porque considera que sua participação no esquema de fraudes e sua libertação não atrapalham a investigação. Ele prestou depoimento no fim de semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;