Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Embaixador talibã diz que 'quase 20' morreram


Do Diário OnLine
Com Agências

08/10/2001 | 06:37


Continuam pouco claras as informações sobre mortes vindas do Afeganistão. Enquanto a rádio controlada pelo Talibã afirma que os bombardeios anglo-americanos não fizeram vítimas nem danos, outros meios de comunicação, como a rádio oficial do Irã, informam situação diferente, citando até 25 mortos. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda em Islamabad, o embaixador do Talibã no Paquistão, Abdul Salam Zaeef, disse que "quase 20 pessoas morreram", inclusive mulheres e crianças.

A agência de notícias AIP, com sede no Paquistão, divulgou durante a madrugada que 25 pessoas morreram nos ataques aéreos de domingo - sobretudo em Kabul e seus arredores. Dez pessoas morreram na área de Qasabá Jana, próximo ao aeroporto da capital, e mais dez perto da emissora de rádio Shariat, segundo a AIP.

Também de acordo com a agência, mais cinco integrantes da milícia talibã foram mortos num ataque contra a base militar em Shindand, na província de Fará (oeste do Afeganistão), junto à fronteira iraniana. Segundo a AIP, "é possível que o saldo de vítimas seja mais alto".

Já a Aliança do Norte, principal grupo de oposição aos talibãs, e que domina cerca de 10% das terras afegãs, diz que a ação americana foi precisa, e que não houve vítimas entre os civis. "Os objetivos foram atingidos claramente em todas as cidades. Até o momento não houve notícias de vítimas", disse à CNN o porta-voz da Aliança do Norte, Abdulah Abdulah.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Embaixador talibã diz que 'quase 20' morreram

Do Diário OnLine
Com Agências

08/10/2001 | 06:37


Continuam pouco claras as informações sobre mortes vindas do Afeganistão. Enquanto a rádio controlada pelo Talibã afirma que os bombardeios anglo-americanos não fizeram vítimas nem danos, outros meios de comunicação, como a rádio oficial do Irã, informam situação diferente, citando até 25 mortos. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda em Islamabad, o embaixador do Talibã no Paquistão, Abdul Salam Zaeef, disse que "quase 20 pessoas morreram", inclusive mulheres e crianças.

A agência de notícias AIP, com sede no Paquistão, divulgou durante a madrugada que 25 pessoas morreram nos ataques aéreos de domingo - sobretudo em Kabul e seus arredores. Dez pessoas morreram na área de Qasabá Jana, próximo ao aeroporto da capital, e mais dez perto da emissora de rádio Shariat, segundo a AIP.

Também de acordo com a agência, mais cinco integrantes da milícia talibã foram mortos num ataque contra a base militar em Shindand, na província de Fará (oeste do Afeganistão), junto à fronteira iraniana. Segundo a AIP, "é possível que o saldo de vítimas seja mais alto".

Já a Aliança do Norte, principal grupo de oposição aos talibãs, e que domina cerca de 10% das terras afegãs, diz que a ação americana foi precisa, e que não houve vítimas entre os civis. "Os objetivos foram atingidos claramente em todas as cidades. Até o momento não houve notícias de vítimas", disse à CNN o porta-voz da Aliança do Norte, Abdulah Abdulah.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;