Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Operaçao militar na Chechênia está no fim, diz Rússia


Do Diário do Grande ABC

15/03/2000 | 13:42


As forças russas estao concluindo suas operaçoes contra os rebeldes entrincheirados na aldeia chechena de Komsomolskoye, informou nesta quarta-feira o ministro de Defesa, Igor Sergeyev. Entretanto, ele admitiu que havia certa resistência por parte dos rebeldes nos arredores da aldeia, mas a regiao que ocupam está se reduzindo, segundo informou a agência de notícias ITAR-Tass.

Os guerrilheiros islâmicos separatistas tomaram Komsomolskoye das forças federais há mais de uma semana e resistiram firmemente à ofensiva russa para reconquistá-la. ''Cerca de 120 extremistas tentaram quebrar o cerco de Komsomolskoye, na terça-feira. Mas as forças federais, incluindo unidades de serviços especiais, rechaçaram esta tentativa``, disse Sergeyv, segundo a ITAR-Tass.

Os rebeldes que sobreviveram ao bombardeio russo à aldeia parecem ter abandonado Komsomolskoye na noite de terça, e nesta quarta nao havia luta. Dezenas de soldados russos se alinhavam nas estradas, avançando lentamente em direçao à aldeia para iniciar as operaçoes de limpeza.

O general Anatoly Kvashnin, chefe do Estado Maior Conjunto, disse que tinha terminado a época que os rebeldes controlavam regioes e aldeias específicas.

''Controlamos todo o território checheno. Certamente, nao podemos controlar as 400 aldeias, mas podemos entrar nelas a qualquer momento se explode um confronto armado``, disse.

O general anunciou ainda que, com a diminuiçao da intensidade da luta, as forças federais estao entrando numa nova etapa da luta, que aponta para a eliminaçao dos chefes rebeldes.

''Serao detidos, como o comandante checheno Salman Raduyev, capturado esta semana, ou serao ultimados``, disse Kvashnin. A Rússia controla a maior parte da Chechênia, mas nao havia indícios de que os rebeldes iriam abandonar a luta, nem após a captura de Raduyev neste fim de semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Operaçao militar na Chechênia está no fim, diz Rússia

Do Diário do Grande ABC

15/03/2000 | 13:42


As forças russas estao concluindo suas operaçoes contra os rebeldes entrincheirados na aldeia chechena de Komsomolskoye, informou nesta quarta-feira o ministro de Defesa, Igor Sergeyev. Entretanto, ele admitiu que havia certa resistência por parte dos rebeldes nos arredores da aldeia, mas a regiao que ocupam está se reduzindo, segundo informou a agência de notícias ITAR-Tass.

Os guerrilheiros islâmicos separatistas tomaram Komsomolskoye das forças federais há mais de uma semana e resistiram firmemente à ofensiva russa para reconquistá-la. ''Cerca de 120 extremistas tentaram quebrar o cerco de Komsomolskoye, na terça-feira. Mas as forças federais, incluindo unidades de serviços especiais, rechaçaram esta tentativa``, disse Sergeyv, segundo a ITAR-Tass.

Os rebeldes que sobreviveram ao bombardeio russo à aldeia parecem ter abandonado Komsomolskoye na noite de terça, e nesta quarta nao havia luta. Dezenas de soldados russos se alinhavam nas estradas, avançando lentamente em direçao à aldeia para iniciar as operaçoes de limpeza.

O general Anatoly Kvashnin, chefe do Estado Maior Conjunto, disse que tinha terminado a época que os rebeldes controlavam regioes e aldeias específicas.

''Controlamos todo o território checheno. Certamente, nao podemos controlar as 400 aldeias, mas podemos entrar nelas a qualquer momento se explode um confronto armado``, disse.

O general anunciou ainda que, com a diminuiçao da intensidade da luta, as forças federais estao entrando numa nova etapa da luta, que aponta para a eliminaçao dos chefes rebeldes.

''Serao detidos, como o comandante checheno Salman Raduyev, capturado esta semana, ou serao ultimados``, disse Kvashnin. A Rússia controla a maior parte da Chechênia, mas nao havia indícios de que os rebeldes iriam abandonar a luta, nem após a captura de Raduyev neste fim de semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;