Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Frase em jornal estremece relação entre Ajan e Donizeti

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

01/07/2017 | 21:32


 Declarações do superintendente do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Ajan Marques (SD), em jornal interno publicado pela autarquia, bem como e-mail direcionado a integrantes do Comugesan (Conselho Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André), estremeceu de vez a relação com a Secretaria de Meio Ambiente, recém-criada no governo e chefiada pelo ex-vereador Donizeti Pereira (PV). Ambos dividem espaços físico e político. Desligamento de diretor de gestão ambiental – ligado ao verde –, em maio, já havia exposto racha.

A fala de Ajan consta no comunicado chamado Nascente. Na publicação, o dirigente do Semasa faz balanço aos funcionários sobre a vinculação técnica da autarquia à Pasta de Meio Ambiente, a partir da reforma administrativa.

Entre as citações, ele frisa que as mudanças têm preocupado servidores, que “estão cheios de dúvidas”. “O Semasa continua a ser autarquia com autonomias financeira e administrativa. Nós somos operacionais. As diretrizes serão acatadas conforme a lei vigente”, disse, ao acrescentar que caberá à superintendência autorizar ou não o desenvolvimento de ações e a contratação de serviços.

O e-mail mencionado, por sua vez, teria sinalizado que o Meio Ambiente não tem poder sobre os técnicos do Semasa, o que irritou Donizeti e aliados. O relato corrobora com as informações de que existe desautorização de ordens a funcionários de ambas as partes. A nomeação de Ricardo Kondratovich, superintendente adjunto, no setor que, teoricamente, estaria atrelado ao verde também marcou indisposição.

Em coluna que trata sobre a instalação da secretaria, Ajan aponta que a Pasta está “provisoriamente na sede na autarquia”, mas que terá nova sede “em breve”. Hoje, parte do Meio Ambiente encontra-se no sétimo andar do prédio, um andar acima da sala do comando do Semasa. Questionada, a Prefeitura sustentou que o local “ainda está em estudo”.

Donizeti pontuou que a publicação é “totalmente desnecessária e fora de contexto”. Para o verde, as declarações criam clima descabido. “A partir do momento que se externa isso nos causa estranheza. É situação de desconforto.”
Ajan não retornou aos contatos da equipe do Diário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Frase em jornal estremece relação entre Ajan e Donizeti

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

01/07/2017 | 21:32


 Declarações do superintendente do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), Ajan Marques (SD), em jornal interno publicado pela autarquia, bem como e-mail direcionado a integrantes do Comugesan (Conselho Municipal de Gestão e Saneamento Ambiental de Santo André), estremeceu de vez a relação com a Secretaria de Meio Ambiente, recém-criada no governo e chefiada pelo ex-vereador Donizeti Pereira (PV). Ambos dividem espaços físico e político. Desligamento de diretor de gestão ambiental – ligado ao verde –, em maio, já havia exposto racha.

A fala de Ajan consta no comunicado chamado Nascente. Na publicação, o dirigente do Semasa faz balanço aos funcionários sobre a vinculação técnica da autarquia à Pasta de Meio Ambiente, a partir da reforma administrativa.

Entre as citações, ele frisa que as mudanças têm preocupado servidores, que “estão cheios de dúvidas”. “O Semasa continua a ser autarquia com autonomias financeira e administrativa. Nós somos operacionais. As diretrizes serão acatadas conforme a lei vigente”, disse, ao acrescentar que caberá à superintendência autorizar ou não o desenvolvimento de ações e a contratação de serviços.

O e-mail mencionado, por sua vez, teria sinalizado que o Meio Ambiente não tem poder sobre os técnicos do Semasa, o que irritou Donizeti e aliados. O relato corrobora com as informações de que existe desautorização de ordens a funcionários de ambas as partes. A nomeação de Ricardo Kondratovich, superintendente adjunto, no setor que, teoricamente, estaria atrelado ao verde também marcou indisposição.

Em coluna que trata sobre a instalação da secretaria, Ajan aponta que a Pasta está “provisoriamente na sede na autarquia”, mas que terá nova sede “em breve”. Hoje, parte do Meio Ambiente encontra-se no sétimo andar do prédio, um andar acima da sala do comando do Semasa. Questionada, a Prefeitura sustentou que o local “ainda está em estudo”.

Donizeti pontuou que a publicação é “totalmente desnecessária e fora de contexto”. Para o verde, as declarações criam clima descabido. “A partir do momento que se externa isso nos causa estranheza. É situação de desconforto.”
Ajan não retornou aos contatos da equipe do Diário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;