Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

'Vasco é derrotado por ele mesmo', diz Juninho


Do Diário do Grande ABC

27/02/2000 | 15:19


O principal adversário do Vasco na final do Torneio Rio-Sao Paulo é o próprio Vasco. A observaçao foi feita pelo meia Juninho, contrariado com o fato de a equipe ter perdido por 2 a 1 para o Palmeiras, sábado, no Maracana, sem dois de seus principais jogadores, Edmundo e Felipe, afastados por indisciplina.

"Estou cansado de perder finais para nós mesmos", prosseguiu o meia, o melhor do Vasco na primeira partida da decisao do torneio. O meia Alex Oliveira também criticou a ausência da dupla e lamentou os últimos episódios no clube. "Eles fazem falta, sim.", declarou.

Em meio à crise que pode até resultar no afastamento do técnico Antônio Lopes se o Vasco nao conseguir o título do Rio-Sao Paulo, o vice-presidente de Futebol, Eurico Miranda, afirmou que vai manter a puniçao aos dois atletas. Assim que acabou o jogo, ontem, a torcida do Vasco pela primeira vez hostilizou Edmundo, desde que ele retornou ao clube, em 1999. Em coro, Edmundo foi tema de refroes ofensivos.

Felipe também nao foi poupado. "A nossa torcida sempre reage a favor do clube", comentou Eurico. Parte dos torcedores, porém, dirigiu seu protesto ao dirigente, por considerar que ele poderia ter evitado a crise.

Lopes teve de sair sábado à noite do Maracana sob a escolta de seguranças do Vasco. Ele já admitiu que existe um certo desgaste com a torcida do clube e deixou pistas de que pode mesmo tomar outro rumo após o torneio. "Por enquanto, só quero falar do próximo jogo", disse.

Para tentar vencer o Palmeiras, na quarta-feira, por diferença de dois gols e assim assegurar a conquista do título no Morumbi, Lopes nao poderá contar com o lateral Jorginho, que deixou o campo com suspeita de estiramento muscular na coxa direita. Em seu lugar, deve entrar Paulo Miranda, embora o reserva Maricá também tenha chances de iniciar a partida.

Para aliviar a tensao no clube, só mesmo a alegria do meia Pedrinho, que retornou ao time após 17 meses em tratamento de duas graves contusoes. Ele atuou boa parte da etapa final e se sentiu bem. "O que me falta agora é ritmo de jogo." Na quarta-feira, ele poderá ser aproveitado novamente no decorrer da partida.

O zagueiro Mauro Galvao, o mais experiente do grupo, disse que a recuperaçao de Pedrinho pode servir de estímulo para o time. "Temos de esquecer os problemas que fogem do nosso alcance e pensar nas coisas boas."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Vasco é derrotado por ele mesmo', diz Juninho

Do Diário do Grande ABC

27/02/2000 | 15:19


O principal adversário do Vasco na final do Torneio Rio-Sao Paulo é o próprio Vasco. A observaçao foi feita pelo meia Juninho, contrariado com o fato de a equipe ter perdido por 2 a 1 para o Palmeiras, sábado, no Maracana, sem dois de seus principais jogadores, Edmundo e Felipe, afastados por indisciplina.

"Estou cansado de perder finais para nós mesmos", prosseguiu o meia, o melhor do Vasco na primeira partida da decisao do torneio. O meia Alex Oliveira também criticou a ausência da dupla e lamentou os últimos episódios no clube. "Eles fazem falta, sim.", declarou.

Em meio à crise que pode até resultar no afastamento do técnico Antônio Lopes se o Vasco nao conseguir o título do Rio-Sao Paulo, o vice-presidente de Futebol, Eurico Miranda, afirmou que vai manter a puniçao aos dois atletas. Assim que acabou o jogo, ontem, a torcida do Vasco pela primeira vez hostilizou Edmundo, desde que ele retornou ao clube, em 1999. Em coro, Edmundo foi tema de refroes ofensivos.

Felipe também nao foi poupado. "A nossa torcida sempre reage a favor do clube", comentou Eurico. Parte dos torcedores, porém, dirigiu seu protesto ao dirigente, por considerar que ele poderia ter evitado a crise.

Lopes teve de sair sábado à noite do Maracana sob a escolta de seguranças do Vasco. Ele já admitiu que existe um certo desgaste com a torcida do clube e deixou pistas de que pode mesmo tomar outro rumo após o torneio. "Por enquanto, só quero falar do próximo jogo", disse.

Para tentar vencer o Palmeiras, na quarta-feira, por diferença de dois gols e assim assegurar a conquista do título no Morumbi, Lopes nao poderá contar com o lateral Jorginho, que deixou o campo com suspeita de estiramento muscular na coxa direita. Em seu lugar, deve entrar Paulo Miranda, embora o reserva Maricá também tenha chances de iniciar a partida.

Para aliviar a tensao no clube, só mesmo a alegria do meia Pedrinho, que retornou ao time após 17 meses em tratamento de duas graves contusoes. Ele atuou boa parte da etapa final e se sentiu bem. "O que me falta agora é ritmo de jogo." Na quarta-feira, ele poderá ser aproveitado novamente no decorrer da partida.

O zagueiro Mauro Galvao, o mais experiente do grupo, disse que a recuperaçao de Pedrinho pode servir de estímulo para o time. "Temos de esquecer os problemas que fogem do nosso alcance e pensar nas coisas boas."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;