Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Conselhos para Luiz Marinho


Raphael Rocha

27/05/2017 | 07:00


Ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho foi eleito presidente do PT no Estado de olho em obter força suficiente para concorrer ao governo de São Paulo no ano que vem pelo petismo. Porém, Marinho tem ouvido cada vez mais conselhos para que ele concorra mesmo a deputado federal, numa estratégia já traçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para fortalecer a bancada petista na Câmara Federal. O argumento que tem chegado ao ex-chefe do Executivo de São Bernardo é sobre uma possível delação da OAS, empreiteira que executou diversas obras durante sua gestão na maior cidade do Grande ABC e envolvida na Lava Jato. E, caso isso aconteça, ter foro privilegiado seria trunfo importante.

Bico virado
A decisão da direção nacional do PSDB de esperar para desembarcar do governo de Michel Temer (PMDB) desagradou figuras políticas do tucanato regional. Muitos defendiam que a sigla se descolasse da gestão de Temer e já projetasse o pleito do ano que vem. Mas o presidente em exercício da legenda em âmbito nacional, Tasso Jereissati, optou por aguardar até o início do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), marcado para começar no dia 6.

Governista
O governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), passou a contabilizar Mauro Miaguti (DEM) como vereador da base de sustentação. Miaguti foi eleito no arco de aliados do deputado federal Alex Manente (PPS), rival do tucano no pleito. Até então, o democrata se dizia independente. Oficialmente o governo diz ter 20 parlamentares aliados.

Animal de estimação
O presidente da Câmara de São Bernardo, Pery Cartola (PSDB), apresentou projeto para enquadrar o munícipe que for flagrado sem recolher as fezes de seu animal de estimação em ruas da cidade. Segundo o tucano, “o objetivo, além de todas questões éticas e sociais, é promover o equilíbrio ambiental, manter condições sanitárias e assim favorecer a saúde dos munícipes”.

Pimenteira
Vereadores do G-12 de Diadema, grupo de oposição que vem causando enormes dores de cabeça ao prefeito Lauro Michels (PV) no Legislativo, passou a andar com uma pimenteira a tiracolo. Tudo porque, segundo eles, há gente que quer ver o fim do blocão oposicionista. Fato é que tem avançado a conversa da cúpula do Paço com parte dessa ala para findar o inferno astral de Lauro junto à Câmara.

Ninguém mexe
Vereador de Santo André, Zezão Mendes (PDT) reagiu a movimentos de bastidores que direcionavam para mudança no comando da legenda na cidade. Conhecido político andreense, Tio Donizete estava de olho no posto, já com objetivos eleitorais para o próximo ano. Zezão fez questão de ir a uma reunião da cúpula nacional e saiu de lá tranquilizado.

Na bronca
Secretários e vereadores têm feito chegar aos ouvidos do prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), críticas a titulares de dois setores específicos do governo. As áreas de Saúde e de Comunicação são as mais contestadas por aliados do chefe do Executivo da cidade. O prefeito, pelo menos por enquanto, não esboçou movimentos de trocas nas áreas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conselhos para Luiz Marinho

Raphael Rocha

27/05/2017 | 07:00


Ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho foi eleito presidente do PT no Estado de olho em obter força suficiente para concorrer ao governo de São Paulo no ano que vem pelo petismo. Porém, Marinho tem ouvido cada vez mais conselhos para que ele concorra mesmo a deputado federal, numa estratégia já traçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para fortalecer a bancada petista na Câmara Federal. O argumento que tem chegado ao ex-chefe do Executivo de São Bernardo é sobre uma possível delação da OAS, empreiteira que executou diversas obras durante sua gestão na maior cidade do Grande ABC e envolvida na Lava Jato. E, caso isso aconteça, ter foro privilegiado seria trunfo importante.

Bico virado
A decisão da direção nacional do PSDB de esperar para desembarcar do governo de Michel Temer (PMDB) desagradou figuras políticas do tucanato regional. Muitos defendiam que a sigla se descolasse da gestão de Temer e já projetasse o pleito do ano que vem. Mas o presidente em exercício da legenda em âmbito nacional, Tasso Jereissati, optou por aguardar até o início do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), marcado para começar no dia 6.

Governista
O governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), passou a contabilizar Mauro Miaguti (DEM) como vereador da base de sustentação. Miaguti foi eleito no arco de aliados do deputado federal Alex Manente (PPS), rival do tucano no pleito. Até então, o democrata se dizia independente. Oficialmente o governo diz ter 20 parlamentares aliados.

Animal de estimação
O presidente da Câmara de São Bernardo, Pery Cartola (PSDB), apresentou projeto para enquadrar o munícipe que for flagrado sem recolher as fezes de seu animal de estimação em ruas da cidade. Segundo o tucano, “o objetivo, além de todas questões éticas e sociais, é promover o equilíbrio ambiental, manter condições sanitárias e assim favorecer a saúde dos munícipes”.

Pimenteira
Vereadores do G-12 de Diadema, grupo de oposição que vem causando enormes dores de cabeça ao prefeito Lauro Michels (PV) no Legislativo, passou a andar com uma pimenteira a tiracolo. Tudo porque, segundo eles, há gente que quer ver o fim do blocão oposicionista. Fato é que tem avançado a conversa da cúpula do Paço com parte dessa ala para findar o inferno astral de Lauro junto à Câmara.

Ninguém mexe
Vereador de Santo André, Zezão Mendes (PDT) reagiu a movimentos de bastidores que direcionavam para mudança no comando da legenda na cidade. Conhecido político andreense, Tio Donizete estava de olho no posto, já com objetivos eleitorais para o próximo ano. Zezão fez questão de ir a uma reunião da cúpula nacional e saiu de lá tranquilizado.

Na bronca
Secretários e vereadores têm feito chegar aos ouvidos do prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), críticas a titulares de dois setores específicos do governo. As áreas de Saúde e de Comunicação são as mais contestadas por aliados do chefe do Executivo da cidade. O prefeito, pelo menos por enquanto, não esboçou movimentos de trocas nas áreas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;