Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Todos os dias 25 mil pessoas morrem devido à qualidade da água


Da AFP

01/11/2005 | 09:41


O presidente do Conselho Mundial da Água (CMA), Loic Fouchon, afirmou nesta segunda-feira na cidade mexicana de Monterrey que aproximadamente 25 mil pessoas morrem diariamente no planeta por doenças relacionadas à má qualidade da água, “Um número maior do que o provocado pela guerra” acrescentou.

"Na atualidade, mais pessoas no mundo morrem por falta de água do que pelas conseqüências da guerra. Pelo menos 25 mil pessoas perdem a vida diariamente em todo o planeta devido a doenças relacionadas com a água", continuou Fouchon.

Fouchon participou no México do Terceiro Encontro da Água de Monterrey "Rumo ao IV Foro Mundial da Água, que acontecerá em março do próximo ano na Cidade do México.

O presidente da CMA recordou durante o ato que 1,5 bilhão de pessoas não têm acesso à água suficiente para a sobrevivência e que provavelmente o dobro carece de saneamento. O dirigente frisou que considera estes dois elementos como prioridades urgentes para a humanidade.

"É o nosso desejo, nossa responsabilidade, levar aos mais marginalizados, aos mais pobres, aos mais fracos a esperança de uma vida onde a procura por água potável, de recipientes limpos, não seja uma obsessão de todo o minuto", manifestou.

"Toda a pessoa do mundo tem direito à água e é importante que os governos dediquem mais fundos de seu orçamento à água, ou seja, que abracem o lema: 'água antes dos fuzis'", finalizou Fouchon.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Todos os dias 25 mil pessoas morrem devido à qualidade da água

Da AFP

01/11/2005 | 09:41


O presidente do Conselho Mundial da Água (CMA), Loic Fouchon, afirmou nesta segunda-feira na cidade mexicana de Monterrey que aproximadamente 25 mil pessoas morrem diariamente no planeta por doenças relacionadas à má qualidade da água, “Um número maior do que o provocado pela guerra” acrescentou.

"Na atualidade, mais pessoas no mundo morrem por falta de água do que pelas conseqüências da guerra. Pelo menos 25 mil pessoas perdem a vida diariamente em todo o planeta devido a doenças relacionadas com a água", continuou Fouchon.

Fouchon participou no México do Terceiro Encontro da Água de Monterrey "Rumo ao IV Foro Mundial da Água, que acontecerá em março do próximo ano na Cidade do México.

O presidente da CMA recordou durante o ato que 1,5 bilhão de pessoas não têm acesso à água suficiente para a sobrevivência e que provavelmente o dobro carece de saneamento. O dirigente frisou que considera estes dois elementos como prioridades urgentes para a humanidade.

"É o nosso desejo, nossa responsabilidade, levar aos mais marginalizados, aos mais pobres, aos mais fracos a esperança de uma vida onde a procura por água potável, de recipientes limpos, não seja uma obsessão de todo o minuto", manifestou.

"Toda a pessoa do mundo tem direito à água e é importante que os governos dediquem mais fundos de seu orçamento à água, ou seja, que abracem o lema: 'água antes dos fuzis'", finalizou Fouchon.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;