Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Scolari sofre com a falta de jogadores


Marcelo de Paula
Da Redaçao

11/03/2000 | 00:18


  A conquista do Torneio Rio/Sao Paulo serviu, antes de mais nada, para o Palmeiras reconquistar a confiança e o carinho da torcida, ressabiada com o corte de muitas estrelas do grupo no final do ano passado. Mas o fim da pressao da torcida nao significou exatamente um período de paz e harmonia para o clube. O problema agora é a falta de jogadores e por conta disso o técnico Luiz Felipe Scolari anda soltando farpas por todos os lados.

"Nao temos o elenco adequado. Preciso de mais jogadores porque daqui a pouco nao dará para treinar. Veja bem, o Arce certamente será convocado pela seleçao paraguaia, o mesmo deve ocorrer com o Asprilla na Colômbia e o Alex certamente será chamado pelo Luxemburgo. Junta esses atletas com outros que estao machucados e eu devo ter apenas uns 15 em condiçoes ideais de jogo", reclamou.

Como a diretoria está demorando em trazer os reforços, Scolari preferiu adotar uma postura de menor preocupaçao e lavar as maos com relaçao ao futuro do time. "Nao estou nem aí. Vou trabalhar com o que tenho. Estou pouco ligando para o que faz o departamento financeiro. Já fiz minha lista, se me atenderem ótimo, caso contrário o problema nao é meu", afirmou.

O treinador ainda comentou que também nao está preocupado com a possibilidade de a torcida começar a pegar novamente no seu pé, em funçao de suas declaraçoes. "Nao tenho de ter medo de falar. A torcida vem todos os dias aqui na Academia para assistir aos treinos. Todo mundo vê que estou trabalhando. Só que eu nao posso voltar a jogar e também nao posso colocar alguém da comissao técnica em campo. O que eu tento é fazer meus atletas assimilarem a tática e jogar bola".

No seu ponto de vista, os atletas das equipes de base podem solucionar o problema somente a longo prazo. Scolari, inclusive, fez uma lista de juniores que prometem e ainda citou outros que de vez em quando sao aproveitados no time principal. "Há bons jogadores na base e que no futuro vao estourar até porque o Palmeiras é um bom mercado, em pouco tempo um atleta descoberto aqui passa a ser cobiçado em termos mundiais. André, Tadei, Thiago, entre outros, a gente vai trabalhar, mas por enquanto apenas quebram o galho", afirmou.

Scolari nao quis comentar a respeito do atacante Marcelo Ramos, cujas negociaçoes com o Sao Paulo nao teriam dado certo, mas admitiu que seria um bom nome. "Como eu vou falar de alguém que está negociando com outro clube? O que posso dizer é que o Marcelo Ramos é um bom jogador e que qualquer treinador gostaria de tê-lo em sua equipe".

No final da tarde de ontem, no entanto, aumentaram os boatos de que o Palmeiras estaria negociando a contrataçao de Marcelo Ramos. Sua aquisiçao envolveria uma troca com o meia Jackson, que estaria de malas prontas para o time mineiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Scolari sofre com a falta de jogadores

Marcelo de Paula
Da Redaçao

11/03/2000 | 00:18


  A conquista do Torneio Rio/Sao Paulo serviu, antes de mais nada, para o Palmeiras reconquistar a confiança e o carinho da torcida, ressabiada com o corte de muitas estrelas do grupo no final do ano passado. Mas o fim da pressao da torcida nao significou exatamente um período de paz e harmonia para o clube. O problema agora é a falta de jogadores e por conta disso o técnico Luiz Felipe Scolari anda soltando farpas por todos os lados.

"Nao temos o elenco adequado. Preciso de mais jogadores porque daqui a pouco nao dará para treinar. Veja bem, o Arce certamente será convocado pela seleçao paraguaia, o mesmo deve ocorrer com o Asprilla na Colômbia e o Alex certamente será chamado pelo Luxemburgo. Junta esses atletas com outros que estao machucados e eu devo ter apenas uns 15 em condiçoes ideais de jogo", reclamou.

Como a diretoria está demorando em trazer os reforços, Scolari preferiu adotar uma postura de menor preocupaçao e lavar as maos com relaçao ao futuro do time. "Nao estou nem aí. Vou trabalhar com o que tenho. Estou pouco ligando para o que faz o departamento financeiro. Já fiz minha lista, se me atenderem ótimo, caso contrário o problema nao é meu", afirmou.

O treinador ainda comentou que também nao está preocupado com a possibilidade de a torcida começar a pegar novamente no seu pé, em funçao de suas declaraçoes. "Nao tenho de ter medo de falar. A torcida vem todos os dias aqui na Academia para assistir aos treinos. Todo mundo vê que estou trabalhando. Só que eu nao posso voltar a jogar e também nao posso colocar alguém da comissao técnica em campo. O que eu tento é fazer meus atletas assimilarem a tática e jogar bola".

No seu ponto de vista, os atletas das equipes de base podem solucionar o problema somente a longo prazo. Scolari, inclusive, fez uma lista de juniores que prometem e ainda citou outros que de vez em quando sao aproveitados no time principal. "Há bons jogadores na base e que no futuro vao estourar até porque o Palmeiras é um bom mercado, em pouco tempo um atleta descoberto aqui passa a ser cobiçado em termos mundiais. André, Tadei, Thiago, entre outros, a gente vai trabalhar, mas por enquanto apenas quebram o galho", afirmou.

Scolari nao quis comentar a respeito do atacante Marcelo Ramos, cujas negociaçoes com o Sao Paulo nao teriam dado certo, mas admitiu que seria um bom nome. "Como eu vou falar de alguém que está negociando com outro clube? O que posso dizer é que o Marcelo Ramos é um bom jogador e que qualquer treinador gostaria de tê-lo em sua equipe".

No final da tarde de ontem, no entanto, aumentaram os boatos de que o Palmeiras estaria negociando a contrataçao de Marcelo Ramos. Sua aquisiçao envolveria uma troca com o meia Jackson, que estaria de malas prontas para o time mineiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;