Fechar
Publicidade

Sábado, 30 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Para Marquinhos da Seleção sub-17 vale a pena ser atleta


Marcela Munhoz
Do Diário do Grande ABC

03/04/2011 | 07:00


Marquinhos, 16 anos, capitão da Seleção Brasileira Sub-17, joga pelo Corinthians desde os 9 e está satisfeito com o rumo de sua carreira. "É maravilhoso estar entre os 20 melhores jogadores do Brasil na minha categoria, mas também é enorme responsabilidade. O brasileiro e a nação corintiana são apaixonados por futebol." Marquinhos já está no radar do técnico da seleção adulta, Mano Menezes, que destacou o zagueiro como um dos grandes nomes para defender o Brasil nos próximos anos. Confira entrevista:

 

D+: Como é jogar pelo Corinthians?

Marquinhos: Estou muito feliz dentro do clube e sou muito bem tratado por todos, mas também é uma responsabilidade muito grande. Quero dar muitas alegrias a nação corintiana.

 

D+: Não acha que 16 anos é pouca idade para tanta responsabilidade? Como administra isso?

Marquinhos: Já me sinto preparado. Desde criança somos obrigados a lidar com cobranças da torcida e da diretoria, então quando chegamos nessa idade já estamos prontos.

 

D+: Como é a sua rotina no futebol?

Marquinhos: Moro no Centro de Treinamento do clube, então minha rotina é de treino na maioria dos dias pela manhã e de tarde. A noite vou pra escola. No sábado jogamos na parte da manhã e depois somos liberados para ir para casa, por isso no final de semana procuro curtir um pouco minha familia. Almoçamos juntos, vamos ao shopping e, principalmente, fazemos aquele churrascão de domingo.

 

D+: Já sofreu alguma lesão?

Marquinhos: Não. Nunca tive nenhum tipo de lesão, graças a Deus.

 

D+: Que tipo de sacrifício precisou e ainda precisa fazer pelo esporte?

Marquinhos: O principal é ter de ficar longe da familia durante toda a semana.

 

D+: Ser jogador é para poucos. Considera-se sortudo por estar se profissionalizando na carreira?

Marquinhos: Me considero sortudo, mas acima de tudo, me considero abençoado.

 

D+: Qual o seu diferencial? Por que foi convocado para a seleção e milhares de outros jogadores (tão bons quanto você) não tiveram essa chance?

Marquinhos: É meu posicionamento. E em relação a convocação acho que ganhei a confiança do treinador no Torneio Future Champions, que aconteceu no final do ano passado. O Emerson estava assistindo e eu tive a felicidade de ir bem nos jogos que ele viu.

 

D+: Sempre quis ser jogador de futebol?

Marquinhos: Sempre. Meus pais e minha famiila sempre me apoiaram nessa decisão.

 

D+ Já pensou em desistir em algum momento?

Marquinhos: Nunca, até porque é meu grande sonho e vou fazer o possível e o impossível  pra realizá-lo .

 

D+: O que é mais difícil na profissão e o que é mais gostoso?

Marquinhos: O mais difícil é ficar longe da familia e o mais gostoso é trabalhar fazendo o que mais amo na vida: jogar futebol.

 

D+: Qual seu maior sonho?

Marquinhos: É me tornar um ídolo dentro Corinthians e poder ajudar meus pais, porque se não fosse por eles não estaria onde estou hoje .

 

D+: Qual seu maior ídolo?

Marquinhos: Dentro de campo hoje é o Thiago Silva (zagueiro do Milan e da Seleção Brasileira) e fora de campo me espelho muito no meu pai e no meu irmão .

 

D+: Gostaria de jogar fora do Brasil? Em qual time?

Marquinhos: Penso primeiro em me tornar um ídolo no Corinthians, depois tenho vontade de jogar no futebol espanhol ou italiano (Barcelona , Real Madrid , Inter de Milão).

 

D+: Carreira de jogador de futebol dura até, no máximo, uns 35 anos de idade. Já sabe o que pretende fazer depois?

Marquinhos: Ainda não sei o que pretendo fazer, mas gostaria que fosse alguma coisa relacionada a futebol ou qualquer outro tipo de esporte .

 

D+: O que gosta de fazer nas horas de folga?

Marquinhos: Gosto de aproveitar o tempo de folga com a minha familia e meus amigos .

 

D+: Dá tempo de namorar?

Marquinhos: Agora não da muito tempo. Procuro ter minha cabeça tranquila só pra jogar bola e o pouco tempo livre que tenho, fico com minha familia .

 

D+ Dá tempo de estudar?

Marquinhos: Procuro sempre prestar muita atenção na aula para não precisar ficar estudando antes de provas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para Marquinhos da Seleção sub-17 vale a pena ser atleta

Marcela Munhoz
Do Diário do Grande ABC

03/04/2011 | 07:00


Marquinhos, 16 anos, capitão da Seleção Brasileira Sub-17, joga pelo Corinthians desde os 9 e está satisfeito com o rumo de sua carreira. "É maravilhoso estar entre os 20 melhores jogadores do Brasil na minha categoria, mas também é enorme responsabilidade. O brasileiro e a nação corintiana são apaixonados por futebol." Marquinhos já está no radar do técnico da seleção adulta, Mano Menezes, que destacou o zagueiro como um dos grandes nomes para defender o Brasil nos próximos anos. Confira entrevista:

 

D+: Como é jogar pelo Corinthians?

Marquinhos: Estou muito feliz dentro do clube e sou muito bem tratado por todos, mas também é uma responsabilidade muito grande. Quero dar muitas alegrias a nação corintiana.

 

D+: Não acha que 16 anos é pouca idade para tanta responsabilidade? Como administra isso?

Marquinhos: Já me sinto preparado. Desde criança somos obrigados a lidar com cobranças da torcida e da diretoria, então quando chegamos nessa idade já estamos prontos.

 

D+: Como é a sua rotina no futebol?

Marquinhos: Moro no Centro de Treinamento do clube, então minha rotina é de treino na maioria dos dias pela manhã e de tarde. A noite vou pra escola. No sábado jogamos na parte da manhã e depois somos liberados para ir para casa, por isso no final de semana procuro curtir um pouco minha familia. Almoçamos juntos, vamos ao shopping e, principalmente, fazemos aquele churrascão de domingo.

 

D+: Já sofreu alguma lesão?

Marquinhos: Não. Nunca tive nenhum tipo de lesão, graças a Deus.

 

D+: Que tipo de sacrifício precisou e ainda precisa fazer pelo esporte?

Marquinhos: O principal é ter de ficar longe da familia durante toda a semana.

 

D+: Ser jogador é para poucos. Considera-se sortudo por estar se profissionalizando na carreira?

Marquinhos: Me considero sortudo, mas acima de tudo, me considero abençoado.

 

D+: Qual o seu diferencial? Por que foi convocado para a seleção e milhares de outros jogadores (tão bons quanto você) não tiveram essa chance?

Marquinhos: É meu posicionamento. E em relação a convocação acho que ganhei a confiança do treinador no Torneio Future Champions, que aconteceu no final do ano passado. O Emerson estava assistindo e eu tive a felicidade de ir bem nos jogos que ele viu.

 

D+: Sempre quis ser jogador de futebol?

Marquinhos: Sempre. Meus pais e minha famiila sempre me apoiaram nessa decisão.

 

D+ Já pensou em desistir em algum momento?

Marquinhos: Nunca, até porque é meu grande sonho e vou fazer o possível e o impossível  pra realizá-lo .

 

D+: O que é mais difícil na profissão e o que é mais gostoso?

Marquinhos: O mais difícil é ficar longe da familia e o mais gostoso é trabalhar fazendo o que mais amo na vida: jogar futebol.

 

D+: Qual seu maior sonho?

Marquinhos: É me tornar um ídolo dentro Corinthians e poder ajudar meus pais, porque se não fosse por eles não estaria onde estou hoje .

 

D+: Qual seu maior ídolo?

Marquinhos: Dentro de campo hoje é o Thiago Silva (zagueiro do Milan e da Seleção Brasileira) e fora de campo me espelho muito no meu pai e no meu irmão .

 

D+: Gostaria de jogar fora do Brasil? Em qual time?

Marquinhos: Penso primeiro em me tornar um ídolo no Corinthians, depois tenho vontade de jogar no futebol espanhol ou italiano (Barcelona , Real Madrid , Inter de Milão).

 

D+: Carreira de jogador de futebol dura até, no máximo, uns 35 anos de idade. Já sabe o que pretende fazer depois?

Marquinhos: Ainda não sei o que pretendo fazer, mas gostaria que fosse alguma coisa relacionada a futebol ou qualquer outro tipo de esporte .

 

D+: O que gosta de fazer nas horas de folga?

Marquinhos: Gosto de aproveitar o tempo de folga com a minha familia e meus amigos .

 

D+: Dá tempo de namorar?

Marquinhos: Agora não da muito tempo. Procuro ter minha cabeça tranquila só pra jogar bola e o pouco tempo livre que tenho, fico com minha familia .

 

D+ Dá tempo de estudar?

Marquinhos: Procuro sempre prestar muita atenção na aula para não precisar ficar estudando antes de provas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;