Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Democratas da Califórnia contestam ameaça de Trump de reter fundos ao Estado



07/02/2017 | 00:17


A guerra entre líderes democratas da Califórnia e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou, nesta segunda-feira, após o republicano dizer que o maior Estado americano está "fora de controle" e sugerir que pode reter fundos federais aos californianos.

Em declarações separadas nesta segunda-feira, os líderes do legislativo do Estado apontaram para a enorme economia e o forte crescimento do trabalho da região, dizendo que a Califórnia fornece contribuições importantes ao país.

"Se isso é o que Donald Trump pensa que é estar 'fora de controle', eu sugeriria que outros Estados fizessem como a gente faz", disse o orador da Assembleia estadual, Anthony Rendon.

Trump criticou a Califórnia em uma entrevista concedida a Fox News neste domingo. "A Califórnia está fora de controle de várias formas, como você sabe", disse o presidente para o âncora da Fox, Bill O'Reilly. O republicano também disse que o fato dos legisladores estarem considerando transformar todo o Estado em um santuário para imigrantes viverem ilegalmente nos EUA é "ridículo".

Trump, que se opõe às chamadas "cidades santuário", que se recusam a cooperar com as autoridades imigratórias federais, disse que o governo "dá tremendas quantias de dinheiro para a Califórnia".

O'Reilly perguntou se a retenção dos fundos federais seria uma "arma de escolha" de Trump, e o presidente respondeu que não quer tirar o financiamento de ninguém. "Eu quero dar a eles o dinheiro que eles precisam para que funcionem como cidade ou Estado", disse. "Se eles vão ter cidades santuário, pode ser que retenhamos os fundos. Certamente isso seria uma arma".

O presidente do Senado da Califórnia, Kevin de Leon, disse que os residentes do Estado contribuem mais para os cofres federais do que o contrário, e qualquer sanção contra a Califórnia teria efeito em todo o país.

"A ameaça do presidente Trump usar os fundos federais como armas não é apenas inconstitucional como também um emblema da crueldade que ele tenta impor às nossas comunidades mais vulneráveis". Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Democratas da Califórnia contestam ameaça de Trump de reter fundos ao Estado


07/02/2017 | 00:17


A guerra entre líderes democratas da Califórnia e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou, nesta segunda-feira, após o republicano dizer que o maior Estado americano está "fora de controle" e sugerir que pode reter fundos federais aos californianos.

Em declarações separadas nesta segunda-feira, os líderes do legislativo do Estado apontaram para a enorme economia e o forte crescimento do trabalho da região, dizendo que a Califórnia fornece contribuições importantes ao país.

"Se isso é o que Donald Trump pensa que é estar 'fora de controle', eu sugeriria que outros Estados fizessem como a gente faz", disse o orador da Assembleia estadual, Anthony Rendon.

Trump criticou a Califórnia em uma entrevista concedida a Fox News neste domingo. "A Califórnia está fora de controle de várias formas, como você sabe", disse o presidente para o âncora da Fox, Bill O'Reilly. O republicano também disse que o fato dos legisladores estarem considerando transformar todo o Estado em um santuário para imigrantes viverem ilegalmente nos EUA é "ridículo".

Trump, que se opõe às chamadas "cidades santuário", que se recusam a cooperar com as autoridades imigratórias federais, disse que o governo "dá tremendas quantias de dinheiro para a Califórnia".

O'Reilly perguntou se a retenção dos fundos federais seria uma "arma de escolha" de Trump, e o presidente respondeu que não quer tirar o financiamento de ninguém. "Eu quero dar a eles o dinheiro que eles precisam para que funcionem como cidade ou Estado", disse. "Se eles vão ter cidades santuário, pode ser que retenhamos os fundos. Certamente isso seria uma arma".

O presidente do Senado da Califórnia, Kevin de Leon, disse que os residentes do Estado contribuem mais para os cofres federais do que o contrário, e qualquer sanção contra a Califórnia teria efeito em todo o país.

"A ameaça do presidente Trump usar os fundos federais como armas não é apenas inconstitucional como também um emblema da crueldade que ele tenta impor às nossas comunidades mais vulneráveis". Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;