Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Disputas em comissões pautam sessões nas Câmaras

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Governo Atila emplaca aliados nos grupos, já a gestão Auricchio debate com o G-10


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

07/02/2017 | 07:00


As disputas internas pelos comandos das comissões internas das Câmaras de São Caetano e Mauá vão pautar a volta dos trabalhos legislativos, hoje, nas duas Casas. Enquanto o governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB) caminha para emplacar tranquilamente aliados nos grupos, a gestão José Auricchio Júnior (PSDB) rivaliza voto a voto com o G-10 (grupo de parlamentares oposicionistas) para vencer a disputa.

No Legislativo de Mauá, o acordo em torno dos comandos das comissões de Justiça e Redação e de Finanças e Orçamento foi amarrado ainda na vitória ao vereador Admir Jacomussi (PRP), pai de Atila, à presidência do Legislativo.

O Diário apurou que as negociações conduzidas pelo governo Atila caminham para a indicação dos vereadores Bodinho (PRP), Jotão (PSDB) e Fernando Rubinelli (PDT) para a comissão de Justiça e Redação. Já para a área que analisa as viabilidades financeira e orçamentária dos projetos tende a ficar com Samuel Enfermeiro (PSB), Helenildo Alves da Silva, o Tchacabum (PRP), e Cincinato Freire (PDT). A oposição não reivindicou espaço porque se sente contemplada com a indicação de Adelton Cachorrão (PTdoB) na mesa diretora do Legislativo. Professor Betinho (PSDC) deve ser o líder do governo na Casa.

Já na Câmara de São Caetano, os governistas batem cabeça para abocanhar maioria nas duas principais comissões. A disputa interna, porém, segue acirrada e há possibilidade de empate, já que, a princípio, o presidente da Casa e integrante do G-10, Pio Mielo (PMDB), não participa da votação. Assim, governistas e oposicionistas se igualam com nove votos – são 19 vereadores ao todo.

Pio garante que tem respaldo do regimento interno para desempatar a eleição, se necessário. “Estou trabalhando para garantir consenso, de modo a procurar contemplar todos os grupos em todas as comissões”, destacou Pio, que levou a presidência da Casa justamente por conta da união dos dez parlamentares que integraram o arco de alianças do ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) e do ex-prefeiturável Fabio Palacio (PR).

Ventila-se que o governista Marcos Fontes (PSDB) renunciaria à terceira secretaria da mesa para desfalcar ainda mais o G-10, que possui quatro integrantes no comando da Casa e que, por isso, não poderão integrar as comissões. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Disputas em comissões pautam sessões nas Câmaras

Governo Atila emplaca aliados nos grupos, já a gestão Auricchio debate com o G-10

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

07/02/2017 | 07:00


As disputas internas pelos comandos das comissões internas das Câmaras de São Caetano e Mauá vão pautar a volta dos trabalhos legislativos, hoje, nas duas Casas. Enquanto o governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB) caminha para emplacar tranquilamente aliados nos grupos, a gestão José Auricchio Júnior (PSDB) rivaliza voto a voto com o G-10 (grupo de parlamentares oposicionistas) para vencer a disputa.

No Legislativo de Mauá, o acordo em torno dos comandos das comissões de Justiça e Redação e de Finanças e Orçamento foi amarrado ainda na vitória ao vereador Admir Jacomussi (PRP), pai de Atila, à presidência do Legislativo.

O Diário apurou que as negociações conduzidas pelo governo Atila caminham para a indicação dos vereadores Bodinho (PRP), Jotão (PSDB) e Fernando Rubinelli (PDT) para a comissão de Justiça e Redação. Já para a área que analisa as viabilidades financeira e orçamentária dos projetos tende a ficar com Samuel Enfermeiro (PSB), Helenildo Alves da Silva, o Tchacabum (PRP), e Cincinato Freire (PDT). A oposição não reivindicou espaço porque se sente contemplada com a indicação de Adelton Cachorrão (PTdoB) na mesa diretora do Legislativo. Professor Betinho (PSDC) deve ser o líder do governo na Casa.

Já na Câmara de São Caetano, os governistas batem cabeça para abocanhar maioria nas duas principais comissões. A disputa interna, porém, segue acirrada e há possibilidade de empate, já que, a princípio, o presidente da Casa e integrante do G-10, Pio Mielo (PMDB), não participa da votação. Assim, governistas e oposicionistas se igualam com nove votos – são 19 vereadores ao todo.

Pio garante que tem respaldo do regimento interno para desempatar a eleição, se necessário. “Estou trabalhando para garantir consenso, de modo a procurar contemplar todos os grupos em todas as comissões”, destacou Pio, que levou a presidência da Casa justamente por conta da união dos dez parlamentares que integraram o arco de alianças do ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB) e do ex-prefeiturável Fabio Palacio (PR).

Ventila-se que o governista Marcos Fontes (PSDB) renunciaria à terceira secretaria da mesa para desfalcar ainda mais o G-10, que possui quatro integrantes no comando da Casa e que, por isso, não poderão integrar as comissões. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;