Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Casa da Palavra lança projeto 'Humanitas' no ABC


Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

21/04/2002 | 17:33


A Casa da Palavra, equipamento cultural da Prefeitura de Santo André, apresenta esta semana o projeto Humanitas, que terá cursos nas áreas de arte, filosofia e literatura. O lançamento acontece na edição deste mês de outro projeto, o Filosofia & Cotidiano. O evento será comandado pela professora Olgária Matos e realizado na quinta-feira (dia 25), às 19h45, com entrada franca.

A partir do tema As Humanidades e sua Crítica à Razão Abstrata, este Filosofia & Cotidiano especial marca o início de suas atividades em 2002. Mas a primeira palestra só ocorre em 29 de maio, com a abertura do ciclo Filosofia e Amor. A intenção é mostrar ao público a proximidade das questões filosóficas com o dia-a-dia. No ano passado, a média de participantes em cada evento foi de 150 pessoas.

O Humanitas é inspirado em um novo curso oferecido pela USP (Universidade de São Paulo), o Humanidades, criado pelo professor Renato Janine Ribeiro. “Nosso projeto é, evidentemente, mais simples, mas ao mesmo tempo mais difícil de executar. Nosso público é diversificado, com jovens do 1º grau até professores universitários, por isso exige um esforço maior”, diz o coordenador da Casa, Marcos Azevedo.

O primeiro encontro do Humanitas está agendado para o dia 13 do mês que vem, às 20h. Será o início do curso de Introdução à História da Arte, com Jorge Coli, respeitado professor dessa disciplina na Unicamp. As aulas abordarão temas como o Renascimento, o Barroco e o Neoclassicismo, entre outros.

Além desse projeto, a Casa da Palavra lançou um outro especialmente para este ano, com o objetivo de comemorar o centenário de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). No dia 20 de maio, será realizada a oficina Ler... Saborear de Palavras e Odores, com leituras e discussões da obra do homenageado. “As atividades vão até outubro, mês do aniversário de Drummond”, afirma o coordenador.

Poesia – Um projeto elogiado por Azevedo é o Ler e Falar Poesia, organizado pelos poetas Jurema Barreto de Souza e Zhô Bertolini. “Não é nada formal. Em um clima muito gostoso, reúnem-se participantes de 15 a 80 anos”, diz. A atividade ocupa a programação da Casa uma vez por mês, sempre em um sábado à tarde. O próximo está marcado para 18 de maio, às 16h30.

Também em relação à poesia, a Casa inicia no próximo dia 30, às 19h15, a oficina literária A Criação Poética. O ensaísta, tradutor e poeta Carlos Willer deverá discorrer sobre temas como valores poéticos, qualidade do texto e identidades literárias, entre outros.

Sérgio Simka, professor de Português que ministra regularmente cursos no local, prepara para o segundo semestre um novo sobre produção de texto. “Abordaremos a redação com criatividade e a auto-estima lingüística”, afirma Simka.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casa da Palavra lança projeto 'Humanitas' no ABC

Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

21/04/2002 | 17:33


A Casa da Palavra, equipamento cultural da Prefeitura de Santo André, apresenta esta semana o projeto Humanitas, que terá cursos nas áreas de arte, filosofia e literatura. O lançamento acontece na edição deste mês de outro projeto, o Filosofia & Cotidiano. O evento será comandado pela professora Olgária Matos e realizado na quinta-feira (dia 25), às 19h45, com entrada franca.

A partir do tema As Humanidades e sua Crítica à Razão Abstrata, este Filosofia & Cotidiano especial marca o início de suas atividades em 2002. Mas a primeira palestra só ocorre em 29 de maio, com a abertura do ciclo Filosofia e Amor. A intenção é mostrar ao público a proximidade das questões filosóficas com o dia-a-dia. No ano passado, a média de participantes em cada evento foi de 150 pessoas.

O Humanitas é inspirado em um novo curso oferecido pela USP (Universidade de São Paulo), o Humanidades, criado pelo professor Renato Janine Ribeiro. “Nosso projeto é, evidentemente, mais simples, mas ao mesmo tempo mais difícil de executar. Nosso público é diversificado, com jovens do 1º grau até professores universitários, por isso exige um esforço maior”, diz o coordenador da Casa, Marcos Azevedo.

O primeiro encontro do Humanitas está agendado para o dia 13 do mês que vem, às 20h. Será o início do curso de Introdução à História da Arte, com Jorge Coli, respeitado professor dessa disciplina na Unicamp. As aulas abordarão temas como o Renascimento, o Barroco e o Neoclassicismo, entre outros.

Além desse projeto, a Casa da Palavra lançou um outro especialmente para este ano, com o objetivo de comemorar o centenário de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). No dia 20 de maio, será realizada a oficina Ler... Saborear de Palavras e Odores, com leituras e discussões da obra do homenageado. “As atividades vão até outubro, mês do aniversário de Drummond”, afirma o coordenador.

Poesia – Um projeto elogiado por Azevedo é o Ler e Falar Poesia, organizado pelos poetas Jurema Barreto de Souza e Zhô Bertolini. “Não é nada formal. Em um clima muito gostoso, reúnem-se participantes de 15 a 80 anos”, diz. A atividade ocupa a programação da Casa uma vez por mês, sempre em um sábado à tarde. O próximo está marcado para 18 de maio, às 16h30.

Também em relação à poesia, a Casa inicia no próximo dia 30, às 19h15, a oficina literária A Criação Poética. O ensaísta, tradutor e poeta Carlos Willer deverá discorrer sobre temas como valores poéticos, qualidade do texto e identidades literárias, entre outros.

Sérgio Simka, professor de Português que ministra regularmente cursos no local, prepara para o segundo semestre um novo sobre produção de texto. “Abordaremos a redação com criatividade e a auto-estima lingüística”, afirma Simka.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;